À semelhança da atriz Jennifer Aniston, que chegou ao Instagram a 16 de outubro e ganhou mais de 8 milhões de seguidores em menos de um dia, também Johnny Depp abriu uma conta oficial esta quinta-feira, 16 de abril, e em poucas horas chegou aos 2 milhões de seguidores.

Jennifer Aniston revela o principal motivo para se ter inscrito no Instagram
Jennifer Aniston revela o principal motivo para se ter inscrito no Instagram
Ver artigo

Esta sexta-feira, 17 de abril, conta já com 2,1 milhões, mas mais devem juntar-se. Na primeira publicação o ator começou por dar as boas vindas aos seguidores: "Olá a todos. Estou a filmar algo para vocês agora. Dêem-me um minuto". A verdade é que horas depois publicou um vídeo num registo calmo, sério e motivador, no qual começou por dizer: "Esta é a minha primeira experiência no mundo das redes sociais. Nunca fiz nada disto antes. Talvez por não ter havido uma razão em particular até agora".

Mas essa razão chegou e o momento que o mundo atravessa fez com que o ator de "Piratas das Caraíbas" usasse as redes sociais. No vídeo falou do isolamento, na luta pela sobrevivência e no combate à pandemia e ainda daqueles que perderam os seus trabalhos, os negócios que tentaram manter durante anos, bem como dos que estão nas ruas sem proteção e sem qualquer hipótese de se poderem isolar.

"Precisamos de nos ajudar uns aos outros a ultrapassar estes tempos negros, por aqueles que amamos, pela comunidade, por nós próprios, pelo mundo e pelo futuro", diz o ator. O discurso sério continua com algumas recomendações de Depp para que juntos possamos combater a pandemia.

"Fiquem a salvo, fiquem bem e fiquem dentro das vossas casas. Precisamos de fazer o melhor uso deste tempo para estarmos próximos daqueles que amamos", diz, acrescentando que podemos aproveitar estes tempos para aprender e criar algo que pode ter benefícios para nós hoje e para outros amanhã.

Johnny Depp lembra ainda que quando as filhas eram pequenas, por vezes iam ter com ele e diziam que estavam aborrecidas. Eis que o Depp respondia: "Estar aborrecido não é permitido e não é permitido estar aborrecido. Há sempre algo para fazer. Sempre". O ator deixa alguns exemplos, como desenhar, ler, pintar, pensar, aprender, fazer um filme, tocar um instrumento "se souber e se não souber aprenda, se não tiver faça um", diz.

Refere ainda que se pode escrever uma música, fazer novas playlists, mudar outras, ouvir músicas novas e recordar temas antigos. "Apenas tenham a mente ocupada. E vão ultrapassar isto".

Antes de se despedir no vídeo, o ator fala sobre a música "Isolation", que John Lennon lançou com o disco "Plastic Ono Band", mas que agora surge numa nova versão gravada por si e pelo famoso guitarrista Jeff Beck há cerca de um ano e meio. O tema já foi entretanto lançado e está disponível no YouTube.

"A profundidade das suas letras [de John Lennon] pareceram a mim e ao Jeff encaixar especialmente no que está a acontecer agora. A música é sobre isolamento, medo e riscos existenciais no nosso mundo. Então, quisemos dar-vos algo que verdadeiramente acreditamos que de alguma forma possa trazer alguma alguma esperança a vossa casa e ultrapassar estes tempos invulgares. Mesmo se apenas ajudar a passar o tempo, enfrentaremos o isolamento juntos", refere Johnny Depp.

O ator acaba o vídeo agradecer a todos aqueles que sempre mostraram apoio, força, carinho e palavras ao longo destes anos da sua carreira.

A publicação com o vídeo que transmite uma mensagem profunda gerou uma onda de comentários, entre os quais estão os de várias celebridades. Greg Williams disse "mantém-te a salvo, companheiro", Mark Mahoney expressou que estava orgulhoso do amigo Johnny Depp e Shannon K disse: "mantém-te a salvo, Johnny. Mal posso esperar pela nova música".

Essa foi a razão do terceiro post de Johnny Depp, no qual partilhou a nova versão do tema de John Lennon.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.