Depois de quase sete anos de união, Kanye West e Kim Kardashian vão divorciar-se. A dissolução do casamento foi pedida pela socialite americana que entregou esta sexta-feira, 19 de fevereiro, através da sua advogada, os documentos necessários para oficializar a separação. Nos papéis já entregues, Kim Kardashian pede a custódia legal e conjunta dos seus quatro filhos, confirmam várias fontes do tribunal à AP, citada pelo jornal britânico "The Guardian".

Apesar dos últimos desenvolvimentos, que davam conta de uma relação cada vez mais conturbada entre a socialite e o rapper, a separação estará a ser amigável, segundo fontes próximas do casal.

A custódia dos filhos pretendida pela mãe não está a ser contestada pelo rapper e ambos querem assumir o compromisso de, apesar de separados, continuarem a estar juntos na vida das quatro crianças sem que a separação os afete.

Os 13 momentos mais WTF de Kanye West
Os 13 momentos mais WTF de Kanye West
Ver artigo

No que toca à separação dos bens do casal, fontes próximas do processo dizem que nem nesse aspeto está a haver conflito e que um acordo está próximo de ser concretizado.

Na verdade, os dois já estavam a viver separados há vários meses depois de, em julho de 2020, Kanye West ter surgido novamente frágil nas redes sociais devido ao transtorno de bipolaridade de que sofre há vários anos.

Através de uma série de tweets, o músico, que na altura tinha anunciado a sua candidatura à presidência dos EUA, falou da gravidez da mulher que quase quis interromper e da tentativa de Kardashian de o internar numa clínica. West prometeu ainda fazer revelações inéditas sobre a vida da família Kardashian.

Na sequência desse momento, surgiram, no final de julho, imagens do reencontro de Kanye West e Kim Kardashian que perdeu a compostura numa discussão. Terá sido durante essa discussão que a socialite pediu ao marido para procurar ajuda, mas este continuou a não estar recetivo à ideia, o que desesperou a família.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.