Afinal, a Kourtney Kardashian frontal, sarcástica e, por vezes, até arrogante que acompanhámos em "Keeping Up With de Kardahians" é real ou uma mera personagem? Em entrevista à "Bustle", esta quinta-feira, 3 de março, a socialite norte-americana confessou que teve mesmo fingir ser quem não era durante as últimas temporadas do reality show e, em declarações exclusivas, falou abertamente sobre a sua relação (íntima) com o noivo, Travis Barker.

Sem tabus, falou da decisão do casal de optar um período de abstinência sexual, do que retirou da experiência e até da sua posição face ao recurso a pornografia e brinquedos sexuais para apimentar qualquer relação. "Então e as pessoas que gostam tanto umas das outras que não precisam de nada disso? Devemos escrever uma história sobre isso?", questionou durante a entrevista, referindo-se ao conteúdo que publica na plataforma digital da sua marca, Poosh.

Kourtney Kardashian está noiva de Travis Barker e não vai acreditar no tamanho do anel
Kourtney Kardashian está noiva de Travis Barker e não vai acreditar no tamanho do anel
Ver artigo

Há muito que a empresária e influenciadora de 42 anos se mostra confortável em explorar e comentar questões inerentes à sexualidade, mas só esta quinta-feira, 3, se manifestou sobre a decisão de se afastar de prazeres sexuais, durante a relação com Travis Barker, de quem ficou noiva a 18 de outubro de 2021, com direito a um anel que se tornou viral nas redes sociais.

Já terminado o período de abstinência sexual, Kourtney garante que "foi difícil", mas confessa que "tornou tudo ainda melhor", começou por explicar. "É como quando não podes consumir cafeína e bebes o primeiro copo de matcha: é tão bom", acrescentou. Neste caso, sem revelar quanto tempo ficou longe de prazeres sexuais, mas avançando que, ao mesmo tempo, estava também explorar Aiurveda, uma vertente da medicina tradicional indiana. 

Kourtney recorda "ambiente tóxico" em "Keeping Up With The Kardashians"

Na mesma entrevista, Kourtney explicou que, quando o reality show caminhava a passos largos para a reta final, já não se sentia confortável. Principalmente face à forma como se via retratada.

"As gravações do programa tornaram-se num ambiente muito tóxico para mim", começou por dizer. "Eu lutava com as minhas irmãs. Havia muita coisa a acontecer. E mesmo eu, pessoalmente, não estava no lugar mais feliz", acrescentou. Kourtney explica que, graças à dinâmica do programa e à edição, acabou por ficar associada a um certo papel no panorama familiar que não vai totalmente ao encontro de quem é na realidade.

As Kardashians estão de volta com um novo reality show (desta vez em streaming)
As Kardashians estão de volta com um novo reality show (desta vez em streaming)
Ver artigo

"Senti-me como se estivesse a ser quase uma personagem", diz. "Esta é a Kourtney e está sempre de mau humor. Por isso, mesmo que se esteja a rir ao almoço, vamos cortar o riso e mostrar apenas aquele comentário irritante que disse", avançou, de forma a explicar como encarava as escolhas editoriais do programa.

Ainda assim, depois de uma jornada de cerca de 14 anos e 20 temporadas, concluída a 20 de junho, Kourtney explica que deu início a "uma viagem de terapia" que a tornou "muito sensível". "Se não passássemos por estas montanhas-russas, não chegávamos à parte boa", rematou.

Agora, já depois da confirmação de que o novo reality show do clã Kardashian estreia mundialmente (Portugal incluído) a 14 de abril, na Hulu e Disney+, garante que já se encontra num momento da vida totalmente diferente: com uma relação maravilhosa e três filhos incríveis, fruto de uma relação passada com Scott Disick.

No entanto, admite que a sua atual personalidade "leve" pode demorar a ser aceite pelo público, que tem uma imagem pré-formada de quem é a socialite.

Em entrevista, deixa a ressalva de que o teaser divulgado esta semana funciona como uma espécie de provocação aos fãs e que já se riu bastante do feedback que leu, com comentários como "a Kourtney está super infeliz" ou "parece doente".

"Acho engraçado", diz. "Estou mais feliz do que nunca", garante. Para Kourtney, "The Kardashians" será mesmo um "recomeço" — que, no caso, chega a Portugal já a 14 de abril, na Disney+.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.