O ator Pedro Granger reapareceu cinco meses depois da última publicação no Instagram e de uma entrevista no programa "Júlia", da SIC, para falar sobre saúde mental, a razão pela qual se afastou das redes e da vida social. Através de um vídeo publicado esta terça-feira, 7 de setembro, o ator admite que percebeu que precisava de se afastar para combater o estado de ansiedade que o atormentava.

#SomosTodosMalucos. O novo podcast de Raminhos é um sítio seguro para falar de saúde mental
#SomosTodosMalucos. O novo podcast de Raminhos é um sítio seguro para falar de saúde mental
Ver artigo

"Percebi que precisava de me afastar, que precisava de parar. Sim, porque às vezes é preciso parar para me organizar, para perceber o que é que se estava a passar comigo, para tomar conta de mim, para cuidar de mim, para tratar de mim", começou por dizer no vídeo partilhado no Instagram. Passados vários meses desde que se ausentou, agora, "mais sereno, mais tranquilo, mais motivado", o ator reconhece que foi o melhor passo que deu.

"Desde que eu nasci que foi das melhores decisões que tomei na minha vida", continuou. Pedro Granger lembra que o tema da saúde mental deve ser normalizado e tenta passar essa mensagem aos mais de 211 mil seguidores do Instagram. "Não há que ter vergonha de parar e de dizer que temos de tomar conta de nós. Eu não tive [vergonha de parar], não tenho e é muito bom estar de volta assim", termina.

O ator esteve desde abril sem partilhar nada nas redes sociais, isto depois de ter dito na entrevista à apresentadora Júlia Pinheiro que estava a enfrentar problemas de ansiedade há cerca de um ano e meio, que culminaram num episódio difícil. "Graças a Deus, tive pessoas ao meu lado que me ajudaram, não me deixaram cair e que continuam lá", disse, acrescentando que estava a ser acompanhado por uma psicoterapeuta.

O vídeo no qual Pedro Granger fala de sorriso na cara sobre a ausência que terá contribuído para o alívio dos problemas de saúde mental marca o regresso do ator e motivou uma enchente de comentários de apoio. Entre eles está o de Luísa Castel-Branco, Noémia Costa, Diogo Amaral, Sónia Tavares e João Baião.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.