As consequências da posição pública de Miguel Milhão relativamente ao fim do aborto legal nos Estados Unidos já se começam a sentir, pelo menos no que toca a influenciadoras digitais e celebridades. Diana Monteiro, Marta Melro e Rita Belinha são algumas das caras conhecidas que cancelaram as parcerias que mantinham com a Prozis.

Este domingo, 26 de junho, o fundador da marca de suplementos alimentares revelou publicamente a sua posição sobre a decisão do Supremo Tribunal norte-americano, que reverteu a legalização da interrupção voluntária da gravidez. “Parece que os bebés que ainda não nasceram têm os seus direitos de volta nos Estados Unidos! A natureza está a curar-se!”. A publicação já conta com 721 reações e quase mil comentários, sem contabilizar com todas as opiniões que já foram partilhadas nas redes sociais.

miguel milhao linkedin

Depois de todos os comentários negativos, o empresário que atualmente vive nos Estados Unidos explicou à MAGG o seu ponto de vista. “Todos têm direito a diferentes opiniões. Quanto a mim, não consigo fazer mal a bebés. Teria pesadelos à noite. Sorry (desculpem)”.

Uma das estratégias visíveis da marca fundada em 2007 é a aposta em criadores de conteúdos de todas as áreas, desde o desporto ao lifestyle. Contudo, com a opinião do fundador sobre o caso Roe vs. Wade, vários influenciadoras decidiram terminar a parceria.

Fundador da Prozis elogia fim do aborto legal nos Estados Unidos. "Não consigo fazer mal a bebés"
Fundador da Prozis elogia fim do aborto legal nos Estados Unidos. "Não consigo fazer mal a bebés"
Ver artigo

A atriz e cantora Diana Monteiro é embaixadora da marca há seis anos. Neste momento está nos Estados Unidos e, assim que soube da posição do fundador sobre o aborto nos Estados Unidos terminou com a parceria. A influenciadora publicou um vídeo a explicar aos seguidores, que não lhe faz sentido estar associada a uma marca que não defenda os seus valores. Ainda assim, sublinha que um dia que Miguel Milhão não pertença à direção e a Prozis volte a representar os seus valores retoma a parceria.

Fora do mundo das artes surge Sofia Manuel, mais conhecida como A Tripeirinha. A criadora de conteúdos era uma das mais recentes parceiras das Prozis. “Homens que continuam a querer regular úteros que não são deles e que nunca vão ser afetados pelas alarvidades que defendem. Porra!”. Esta foi a frase que a criadora de conteúdos publicou nos instastories acompanhada por um print da publicação de LinkedIn de Miguel Milhão.

A influenciadora portuense fez questão de defender os trabalhadores da marca, dizendo que “não são o seu dono e em nada têm culpa daquilo que o seu fundador defende ou apregoa”. “Espero que sejam tomadas medidas urgentes e que no mínimo um pedido de desculpas a todas as mulheres seja feito. A nossa saúde não é brinquedo! As nossas vidas não são achismos! O nosso corpo é isso mesmo, nosso”, conclui a criadora de conteúdos.

Já a atriz Marta Melro foi simples e direta a anunciar o seu fim de parceria. Num story informou os 399 mil seguidores que já não é mais embaixadora da marca.

Esta terça-feira, 28 de junho, Jessica Athayde anunciou o fim da colaboração com a empresa. “Continua hoje e sempre o meu posicionamento público ao lado das mulheres, dos seus direitos e da sua saúde”, sublinha a atriz. Sobre a ilegalização do aborto nos Estados Unidos Jéssica refere que “todas as vozes vão ser necessárias neste momento tão grave em que o mundo regride à frente dos nossos olhos”. “Posicionem-se e usem a vossa voz”, incentiva a atriz da SIC, que reune um milhão de seguidores na rede social Instagram.

Além de partilha de temas de moda e viagens, Sara Vicário utiliza também o seu Instagram para partilhar opiniões que defende, e o aborto foi mais uma delas. “É triste e assustador que cada vez mais as pessoas se sintam no direito de, publicamente, tomar posições extremistas sobre as decisões de outras pessoas”.

Ainda em instastories, a influenciadora explica que a Prozis é uma das marcas que mais consome e com quem trabalha, mas anuncia o fim da parceria. “Enquanto a marca não tomar uma posição individual à do seu fundador eu não me sinto confortável a apoiar a empresa. Não trabalho com marcas com as quais não me identifico e esse sempre foi o meu princípio que demonstrei aqui”, termina.

Rita Belinha também já concluiu a sua parceria com a marca de suplementos alimentares. A repórter da RTP defende que é uma questão de princípio e que os valores das empresas com quem trabalha são importantes. “Para mim isto não é uma questão de opinião. Isto, para mim, é como trabalhar com um racista ou um homofóbico. Não muda muito”, escreve na publicação de Instagram.

“A minha ética não está à venda” é assim que Tânia Argent, influenciadora na área da moda e beleza, anuncia o fim da parceria com a Prozis. A criadora de conteúdos digitais com quase 17 mil seguidores explica que sempre foi a favor da legalização do aborto.

Mas as opiniões não são todas iguais, Carolina Patrocínio é uma das embaixadoras, que ainda não se manifestou sobre o tema e continua com o seu código promocional da marca na biografia do Instagram.

Além de silêncio sobre o tema, há quem tenha decidido manter a parceria, como Joana Albuquerque, antiga concorrente do "Big Brother". A criadora de conteúdo com 271 mil seguidores sublinha que é a “pro-choice" (que as mulheres tenham escolha se querem manter a gravidez)”. Contudo, defende que “pedir cancelamento de uma empresa bem-sucedida em vários países, por causa de uma opinião do fundador que é dele e só dele parece-me descompensado”.

“Tenho as minhas opiniões assim como todos vocês têm as vossas, neste e em mais assuntos, com certeza não vamos concordar em tudo senão o mundo seria uma utopia que não existe”, explica a embaixadora da marca. Para terminar o assunto, Joana Albuquerque ironiza a situação pedido algumas recompensas à Prozis, mas relembra o seu código promocional aos seguidores.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.