Quando deixaram de ser membros seniores da família real britânica, e quando abandonaram o Reino Unido, Meghan, Harry e Archie foram viver para o Canadá, numa mansão digna de celebridades, mas entretanto mudaram-se para Los Angeles, de onde é natural a atriz.

Isto poderá ter acontecido por duas razões: primeiro, porque Los Angeles foi a cidade onde Meghan Markle cresceu e onde vive a sua mãe, Doria Ragland; depois, porque o governo canadiano deixar de pagar a segurança da família a partir do dia 31 de março, revela o jornal “Daily Mail”.

Meghan e Harry sentem-se "insultados"
Meghan e Harry sentem-se "insultados"
Ver artigo

O casal mudou-se para a cidade norte-americana, mas não vai contar com a ajuda da administração de Trump para pagar as despesas relativas à sua segurança – e quem deu esta certeza foi o próprio presidente. Num tweet onde explica que tem o maior respeito pela monarquia, Donald Trump garantiu que o casal terá de assumir essa despesa sozinho.

“Sou um grande amigo e um grande admirador da rainha e do Reino Unido. Foi noticiado que Harry e Meghan, que saíram do Reino Unido, ficariam a viver permanentemente no Canadá. Agora saíram do Canadá para os Estados Unidos. Apesar disso, os Estados Unidos não vão pagar a sua segurança. Eles é que a devem pagar”, escreveu Trump este domingo, 30 de março.

Ainda assim, um porta-voz de Harry e Meghan deu a certeza de que essa nunca foi a intenção do casal. “O duque e a duquesa de Sussex não planeiam pedir ao governo norte-americano recursos de segurança. Já foram feitos acordos de segurança com financiamentos privados”, garante. Ainda assim, desconhece-se que financiamentos privados são esses. Tanto assim é que o palácio de Buckingham recusou-se a responder se isto quereria dizer que os contribuintes ingleses deixariam de contribuir com os seus impostos para a segurança de Meghan, Harry e Archie.

De acordo com a mesma publicação, a proteção dos três custa perto dos 9 milhões de euros por ano e foi, até agora, assegurada com os impostos pagos pelos contribuintes ingleses. Harry e a família também receberam ajudas da polícia canadiana.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.