Foi uma reunião familiar... mas pouco. Dois anos depois de terem deixado de serem membros da família real britânica, Harry e Meghan regressaram ao Reino Unido para o Jubileu de Platina da rainha Isabel II. E se esta quinta-feira, 2 de junho, ficaram longe do olhar público, no interior do palácio de Buckingham, esta sexta-feira, 3, o mundo pôde vê-los na catedral de São Paulo, em Londres.

Do espirro de Kate à aparição surpresa de Harry e Meghan. Assim foi o início do Jubileu de Platina
Do espirro de Kate à aparição surpresa de Harry e Meghan. Assim foi o início do Jubileu de Platina
Ver artigo

Mas desengane-se quem pensava que ia ver os irmãos desavindos aproximarem-se ou sequer conversarem. Ao contrário do que aconteceu em 2021, no funeral do avô, o príncipe Filipe, em que estiveram lado a lado na marcha fúnebre, William e Harry nem sequer se cruzaram.

O duque de Sussex e a mulher também não estiveram sequer perto do príncipe Carlos, que compareceu na cerimónia em representação da mãe. O príncipe André também não esteve presente depois de, esta quinta-feira, ter testado positivo à COVID-19.

Harry e Meghan chegaram à catedral antes do núcleo duro da família real e sentaram-se no lado oposto de Carlos, Camilla, William e Kate. Ao contrário do que chegou a ser especulado, que poderiam ficar mais atrás, no meio dos restantes convidados, os duques de Sussex estiveram sentados no meio da família (e sempre bastante próximos de Zarah Tindall, Beatrice e Eugenie, netas da rainha Isabel II).

William e Kate estão na fila da frente, à esquerda, Harry e Meghan na segunda fila, à direita
William e Kate estão na fila da frente, à esquerda, Harry e Meghan na segunda fila, à direita créditos: Instagram

A missa de Ação de Graças pelos 70 anos de reinado da rainha teve essa ausência de peso, a protagonista. Esta quinta-feira, a monarca de 96 anos sentiu uma "indisposição" e cancelou a presença na Missa de Ação de Graças. No entanto, ainda na noite de quinta-feira, contudo, esteve presente na cerimónia de iluminação dos Beacons, sinais luminosos para assinalar o Jubileu.

Meghan Markle elegeu um vestido-casaco branco da Dior, com cinto e costas estilo gabardine. A duquesa se Sussex complementou o look com um chapéu da mesma cor e brincos de diamantes. A maquilhagem, como é habito de Meghan, era minimalista: rímel, um toque e cor nos lábios e bronzer. Já Kate Middleton escolheu a cor amarela, num vestido criado por Emilia Wickstead, que combinou com um chapéu da mesma cor, com várias flores.

Depois da cerimónia religiosa, os convidados reuniram-se em Guild Hall para um almoço, ao qual os duques de Sussex não compareceram. De acordo com a revista "Hello!", Harry e Meghan terão regressado para junto dos filhos, Archie e Lilibet, que os acompanharam nesta viagem ao Reino Unido.

Uma das grandes dúvidas desta visita dos Sussex ao Reino Unido tem que ver com o encontro da rainha Isabel II com a bisneta, Lilibet. A filha mais nova de Harry e Meghan, cujo nome é alcunha que a própria monarca tinha quando era criança, completa 1 ano no domingo, 5 de junho.

Omid Scobie, comentador da BBC que terá uma relação próxima com os duques de Sussex, avançou que a monarca terá conhecido a bebé esta quinta-feira, 2 de junho, em Windsor, após o almoço que se seguiu à parada militar Trooping the Colour. Não há, no entanto, confirmação oficial deste encontro.

Veja as fotos da missa de Ação de Graças

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.