Queijo de Seia ou amanteigado? Acabou a discussão. O habitual concurso de queijos de Portugal, "Prémio Melhor Queijo - Novos Sabores", realizado pela Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios (ANIL), já decorreu e já são conhecidos os 23 melhores queijos de Portugal em 2022.

Volver. Este pedaço da Argentina no Lumiar tem um novo menu de almoço com uma entrada para os fãs de queijo
Volver. Este pedaço da Argentina no Lumiar tem um novo menu de almoço com uma entrada para os fãs de queijo
Ver artigo

Do flamengo ao curado, passando pelo amanteigado ao requeijão fresco, 185 queijos portugueses foram a concurso, todos eles em diferentes categorias e apresentados por diferentes empresas, de norte a sul do País. No final, a prova cega que junta um leque de jurados de diferentes organizações, levou ao pódio 23 vencedores e 46 menções honrosas. 

Mas este ano não foram apenas as velhas e saborosas categorias que foram a concurso. Uma nova categoria foi apresentada, a de culturas de superfície, um queijo que é mole e ao mesmo tempo suave que começa a tomar o seu devido lugar em Portugal. O vencedor foi o queijo Ilha dos Mistérios, da Cooperativa Leite de Montanha (CRL), se estiver curioso para provar.

O queijo da ilha dos Açores, da União das Cooperativas Agrícolas de Laticínios (UNILEITE) ganhou a categoria Ilha. Nos amanteigados de ovelha, o queijo de Seia de Queijo Tavares ficou atrás do Estrela Pastor da Lacticínios do Côa, que foi o grande vencedor da categoria.

Fãs de requeijão, não precisam se questionar mais, o Herdade da Maia, que mistura um requeijão com doce de abóbora é o grande vencedor na categoria novos sabores frescos.  E para quem gosta de se afastar dos recheios cremosos e prefere um queijo fresco, LactiNovo, de João Ferreira Rodrigues, saiu vitorioso. 

queijo

"O Concurso de Queijos já é um importante marco anual para o setor por tudo aquilo que ele envolve”, afirmou Maria Cândida Marramaque, diretora-geral da ANIL, em comunicado.

A diretora também revela a importância deste evento na indústria queijeira e a qualidade portuguesa “acima da média”. “Este é um evento cujo principal objetivo passa por promover e incentivar a indústria queijeira, o que acaba também por contribuir para o aumento do reconhecimento e do posicionamento das marcas junto do consumidor final. Temos vindo a conseguir reunir, ano após ano, uma diversidade de queijos cada vez maior, com níveis de qualidade acima da média, o que é fantástico”, finaliza

Veja a lista dos 23 vencedores:

  • Melhor queijo fresco de vaca: Lactifeita
  • Melhor queijo fresco de cabra: Lactinovo
  • Melhor queijo fresco de mistura: Flôr da Serra
  • Melhor queijo fresco (atabafado): Guilherme
  • Melhor requeijão de vaca: Lactifeita
  • Melhor requeijão de ovelha: Sapata e Filha (queijaria)
  • Melhor requeijão de cabra: Lactosabores
  • Melhor requeijão de mistura: Prado da Sicó
  • Melhor queijo flamengo: ValFormoso
  • Melhor queijo vaca (cura normal): Nova Açores (amanteigado)
  • Melhor queijo vaca (cura prolongada): Queijo do Campo
  • Melhor queijo da ilha: São Miguel, Velho
  • Melhor queijo de ovelha amanteigado: Estrela do Pastor
  • Melhor queijo de ovelha (cura normal): Estrela do Pastor
  • Melhor queijo de ovelha (cura prolongada): SerraMonte
  • Melhor queijo de cabra (cura normal): Quinta do Olival
  • Melhor queijo de cabra (cura prolongada): Quinta dos Moinhos Novos
  • Melhor queijo de mistura (cura normal): A queijaria do Rabaçal
  • Melhor queijo de mistura (cura prolongada): Três Igrejas
  • Melhor queijo para barrar: ValFormoso (ervas e alho)
  • Melhor queijo novos sabores frescos: Herdade da Maia (requeijão de mistura com doce de abóbora)
  • Melhor queijo novos sabores: Paiva (pimenta preta)
  • Melhor queijo com culturas de superfície: Ilha dos mistérios

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.