Em março, os protagonistas dos pratos da estação são o sável, a lampreia e a enguia. Já em abril, mês em que nos aproximamos cada vez mais do verão, é tempo de entrar no mar mas sem passar frio: basta levar um ouriço-do-mar à boca. Bem frescos e servidos de todas as formas possíveis, vão fazer parte da 6.º edição do Festival Internacional do Ouriço-do-Mar, que vai acontecer — aponte na agenda — de 22 a 30 de abril, na Ericeira.

O evento tem uma agenda completa, na qual estão incluídas sessões de showcooking (de participação gratuita) para mostrar como se trabalha este presente do mar. As primeiras vão decorrer entre as 16h e as 18h de 23 de abril no Mercado Municipal da Ericeira, com participações especiais: o chef Miguel Bértolo, especialista em cozinha japonesa, logo, bastante habituado a trabalhar peixe, e Nuno Nobre, do projeto Ouriçaria Seafood, dedicado a mostrar o valor e formas sustentáveis de pescar o ouriço-do-mar.

Está tudo louco... pela nova carta do Sauvage e pelo mar aconchegante que entra boca adentro
Está tudo louco... pela nova carta do Sauvage e pelo mar aconchegante que entra boca adentro
Ver artigo

A dose de showcookings repete-se a 30 de abril, desta vez com entrada no cartaz do chef Hugo Guerra do restaurante Lobo Mau. Neste mesmo dia realizam-se as jornadas técnicas (grátis) na Casa de Cultura Jaime Lobo e Silva, na Ericeira, pelas 9h30. O objetivo é fornecer todo o conhecimento sobre a ecologia do ouriço-do-mar, assim como da exploração e gestão deste recurso, antes de se passar à prática.

Depois de conhecer melhor o ingrediente do festival internacional, é altura de finalmente provar. Ao contrários dos anteriores, este momento é constante de 22 a 30 de abril, graças à mostra gastronómica, isto é, oportunidade de provar em restaurantes locais os segredos que os ouriços-do-mar escondem para fazer um bom prato.

A marisqueira Furnas e a Ribas são dois dos locais onde pode provar os ouriços-do-mar ao natural e no restaurante Mar à Vista são servidos depois de cozidos a vapor.

Outros restaurantes completam-nos com outros ingredientes, como é o caso da marisqueira César, que sugere uma açorda de ova de ouriço-do-mar (o chamado caviar do mar). Já o restaurante de praia Ribeira D'Ilhas Surf Restaurant & Bar apresenta uma tiborna de pão de Mafra com ovas de ouriços-do-mar, queijo fresco e vinagre de limão e azeite trufado e o Uni Sushi tem durante o festival um niguri de ouriço-do-mar trufado e um gunkan de ouriço-do-mar.

Em sushi, risottos e até em massas frescas, durante as últimas semanas de abril vai poder provar os ouriços-do-mar de formas bastante originais. Veja onde no cartaz completo do festival promovido pelo município de Mafra, pela junta da Freguesia da Ericeira e por Nuno Nobre Consultoria.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.