Outono rima com frio, noites mais caseiras e até uma lareira se as temperaturas descerem bastante. E o que é que pode complementar ainda mais este delicioso cenário? Um bom copo de vinho, motivo mais do que suficiente para conhecer os novos São Luiz, da Sogevinus.

Da casa com mais de 200 anos à degustação com vinhos dos Açores, o Pico está à sua espera
Da casa com mais de 200 anos à degustação com vinhos dos Açores, o Pico está à sua espera
Ver artigo

A produtora de vinhos, que detém a marca Kopke, mudou o nome aos DOC do Douro, criando assim os São Luiz, que apostam numa assinatura de referência. "Douro sublinhado" foi a expressão escolhida, que apresenta uma imagem inspirada na antiga tradição que mandava pintar de branco os muros da quinta, que "sustentam vinhas e a sabedoria de várias gerações", pode ler-se em comunicado de imprensa a propósito deste lançamento.

Sobre o que levou ao rebranding, Gabriela Coutinho, diretora de marketing da Soveginus, explica que o principal motivo teve que ver com a criação "de uma marca de vinhos Douro DOC, independente do universo do vinho do Porto, sem, no entanto, perder o prestígio e o know-how associados à marca Kopke", explica em comunicado, acrescentando que a mudança também passa por uma homenagem ao terroir (ambiente natural de uma região produtora de vinhos, englobando todos os seus aspectos ) dos vinhos e à construção de uma marca com notoriedade.

são luiz
Os novos São Luiz têm quatro referências, com preços a partir dos 7,50€. créditos: PEDRO MENDES PHOTOGRAPHER

Mas vamos ao que interessa (ainda) mais: os vinhos. Do portfólio dos novos São Luiz fazem parte quatro referências — entre colheitas e reservas. Se quer provar um branco fresquinho, pode optar pelo Branco 2020 (7,50€) ou Reserva Branco 2019 (16€). Para o tal copo à lareira com uma tostinhas com queijo da serra a acompanhar, experimente o Tinto 2019 (7,50€) ou o Reserva Tinto 2018 (16€).

Os vinhos São Luiz estão disponíveis em pontos de venda selecionados e também online, na Uva Wine Shop, por exemplo.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.