Um dos resorts mais luxuosos e bonitos do Algarve? Check. Um espaço cuidadosamente decorado? Também. E nem nos façam falar da esplanada, que promete ser o local perfeito para demorados jantares nas noites quentes de verão. Mas será que a comida servida no Umami, o mais recente restaurante do resort da Quinta do Lago, em Almancil, acompanha as expetativas que trazíamos de Lisboa depois de espreitar o espaço nas redes sociais?

Antes de acabarmos com o suspense, durante o fim de semana que passámos na Quinta do Lago — mais concretamente no instagramável The Magnolia Hotel —, esta era a refeição pela qual mais ansiávamos. Afinal, o que pode correr mal quando juntamos um espaço lindo de morrer com comida asiática, e a certeza de que todo o serviço será cuidado? Muito pouco, na verdade.

Há um novo asiático no Algarve que "não é um restaurante de sushi" e mete carvão ao barulho
Há um novo asiático no Algarve que "não é um restaurante de sushi" e mete carvão ao barulho
Ver artigo

A nossa experiência no Umami foi tão inacreditável de boa (e comemos tanta coisa deliciosa), que vale a pena eleger os favoritos dos favoritos. Mas antes que digam que só vemos o copo meio cheio, importa fazer uma crítica construtiva e desejar que exista um pouco mais de cuidado com a execução de algumas peças de sushi, que tendo em conta o nível alto do restaurante, têm de se aproximar da perfeição.

Umami
Quem não fica rendido a esta sala? créditos: Rodrigo Bimering

Embora aqui seja servida uma matéria prima de excelência, com peixe do mais fresco e saboroso que já provámos, algumas peças (nomeadamente hosomakis e arriscamos a dizer um outro tipo de maki, devido à dificuldade de identificarmos a peça) estavam cortadas de forma mais grosseira e precisam de um extra de delicadeza e cortes mais finos. Preciosismos? Talvez. Mas o espaço assim o pede.

No entanto, ficámos mais do que fãs do novo Umami e desejosos de lá voltar para provar o resto da carta. Enquanto não fazemos mais uma voltinha pela A1, espreite os cinco pratos a não perder neste asiático.

Umami
A esplanada do Umami créditos: Rodrigo Bimering

Yakitori

Vamos ser totalmente honestos: dado que estávamos com crianças à mesa e o restaurante não tem menu infantil, percorremos a carta em busca do prato mais simples e até aborrecido para se adequar ao gosto dos miúdos. Foi assim que o yakitori, três mini espetadas de frango teriyaki (12€), veio parar à mesa. As crianças não amaram, os adultos deliraram, e acreditem que podia comer aquelas pequenas delícias até à exaustão.

Jiao Zi

Dumplings de pato

Este prato composto por três dumplings de pato (16€) foi das melhores entradas que já comemos. O dumpling executado na perfeição e um caldo de hoisin saboroso, com um toque de óleo de chili, que vale a pena provar sozinho com a ajuda de uma colher. Quanto aos dumplings em si, explica-nos o simpático colaborador que a ideia é quase recriar os sabores do famoso pato à Pequim, com um extra de delicadeza. Foi dos nossos pratos favoritos — e o mais incrível é que nem gostamos de pato.

Tártaro de lírio da costa

Tártaro
Tártaro de lírio da costa

É verdade que já deitamos tártaros pelos olhos e parece que todos os restaurantes decidiram em simultâneo que este é o prato da moda. Mas perdoamos todas as repetições a esta proposta do Umami (18€), que serve um tártaro de peixe delicado e no ponto com a ajuda de um delicioso creme de citrinos, ovas de peixe e ainda umas crackers de arroz para complementar. Um prato fresco e tão bonito que até dá pena desfazer.

Maguro e Toro

Umami
Combinado de toro

Este combinado de dez peças (38€) foca-se numa seleção especial de niguiris, gunkans, hosomakis e sashimi da parte mais nobre do atum: a barriga, também apelidada de toro. Não é um combinado barato, mas vale a pena por incluir um peixe com tanta qualidade.

Shibui

Umami
Combinado tradicional de 25 peças

Ir a um asiático e não terminar com um combinado puro e duro do melhor sushi tradicional nem fazia sentido. Esta proposta de 25 peças (52€) inclui peças que tão bem conhecemos como niguris e sashimi, do salmão ao atum, sem esquecer o peixe branco — mas calma, que aqui ninguém lhe serve peixe manteiga.

Morada: Reserva, perto do Lago, Quinta do Lago, Almancil
Telefone: 304 502 129
Horário: 18h-23h (fecha ao domingo e à segunda-feira)

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.