O chef Miguel Rocha Vieira está de saída do Anfíbio, restaurante aberto desde abril deste ano, localizado na renovada Doca da Marinha, em Lisboa. A notícia é avançada pela "Time Out" esta quinta-feira, 30 de novembro, revista à qual o chef português, que deixou para trás a Hungria — onde estava a comandar as cozinhas do Costes e do Costes Downtown, onde tinha duas estrelas Michelin —, confirmou a saída sem adiantar mais detalhes.

Quem cria muitas expectativas sofre desilusões. Fomos testar a teoria ao Anfíbio de Miguel Rocha Vieira
Quem cria muitas expectativas sofre desilusões. Fomos testar a teoria ao Anfíbio de Miguel Rocha Vieira
Ver artigo

De acordo com a mesma publicação, o chef, que atualmente podemos ver na antena da RTP1 em "Masterchef Portugal", fica no projeto até ao final do ano e terá sido "surpreendido pela decisão". O motivo da saída, também como avança a revista, estará relacionado com os resultados do projeto terem "ficado aquém dos desejados e previstos pelo grupo Lean Man, liderado por Bernardo Delgado". Para além do Anfíbio, o projeto incluía três quiosques, e o investimento total rondou os 3,5 milhões de euros.

A MAGG entrou em contacto com a Notable, agência que faz a comunicação da Doca da Marinha, que apenas fez saber que comunicará mais detalhes sobre o futuro do projeto em "momento oportuno".

Apesar de não existir qualquer confirmação oficial, a "Time Out" escreve também que Bernardo Delgado estará em conversações com Olivier da Costa, empresário português e líder do grupo Olivier (com restaurantes como o Yakuza, Guilty, Seen, KOB e XXL, tanto em Portugal como no estrangeiro), para dar continuação ao projeto, em moldes ainda desconhecidos. A MAGG também entrou em contacto com a assessoria de imprensa do grupo, que comunicou não ter nada a avançar sobre esta questão.

O Anfíbio abriu a 24 de abril de 2023, anunciando-se como o "novo food ecosystem" de Lisboa. Na carta, podem encontrar-se sugestões como tortelloni de bravo do Ribatejo, raiz de aipo e pera rocha (14€), tártaro de novilho "au couteau" e batatas soufflé (15€), "Do tutano na brasa, salsa, alcaparras e limão" (15€), beringela assada no fogo, iogurte, hortelã e os naan do Ahmed (12€) e "tomahawk" de porco, milanesa, salada de batatas e feijão verde salteado (22€), entre outras propostas.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.