Um chef italiano aos comandos da cozinha, pratos que misturam o melhor da gastronomia italiana com ingredientes nacionais e um espaço recheado de requinte (tal como o Ferrero Rocher). É assim o Comedouro, o novo restaurante lisboeta, que apesar de ter o mesmo nome que um recipiente destinado a alimentar animais, não podia estar mais longe de um espaço simples ou de comida sofrível.

Sophia. Já fomos ao novo italiano da capital e dizemos-lhe o que não pode deixar de provar
Sophia. Já fomos ao novo italiano da capital e dizemos-lhe o que não pode deixar de provar
Ver artigo

O restaurante da Rua Castilho, no coração de Lisboa, é comandado pelo chef italiano Nicola, que coloca toda a sua mestria à prova neste novo espaço, que assenta num conceito de gastronomia internacional — com forte inspiração de Itália, claro está —, misturado com ingredientes bem portugueses.

A prova disso são sugestões como a salada de polvo com arroz Vénus (12€) ou o tártaro de carabineiro com gengibre, maçã verde e abacate (16€), no campo das entradas. Já nos pratos principais, não há como escapar ao Pacheri Comedouro (30€), um macarrão gigante com lagosta e molho gorgonzola com ouro de 24 quilates, ao risotto de garoupa com amêijoa à Bulhão Pato (14,50€) ou ao ossobuco com risotto de beterraba (15€).

Para quem não resiste a uma boa peça de carne, o Comedouro tem vários cortes, como o entrecôte (15€), o tomahawk (58€) ou o lombo (19€). Para adoçar o paladar, renda-se ao clássico tiramisú italiano (4,50€) ou à tarte de pêra e ricotta com amêndoa (5,50€).

O Comedouro, que é inaugurado oficialmente esta segunda-feira, 24 de maio, também conta com uma sala para pequenos eventos, grupos ou reuniões, e tem um preço médio entre os 30€ e os 35€ por pessoa. Está aberto todos os dias para almoços e jantares.

Morada: Rua Castilho 90, Lisboa
Telefone: 213 880 550
Horário: 12h-22h30 (aberto todos os dias)

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.