Há poucas coisas que gritem mais verão do que um restaurante na praia, com uma vista deslumbrante do mar e o sol a bater-nos na cara enquanto nos deliciamos com pratos saborosos que combinam com a estação. Se a tudo isto juntar uma decoração digna de Instagram e uma carta assinada pelo chef e empresário Olivier da Costa, o resultado é o Clássico Beach Bar, na Costa da Caparica, que abriu portas no passado sábado, 14 de maio, para a temporada de verão.

Aqui vou eu para a Costa, aqui vou eu cheio de pica, vou ao Clássico Beach Bar na Caparica
Aqui vou eu para a Costa, aqui vou eu cheio de pica, vou ao Clássico Beach Bar na Caparica
Ver artigo

E em equipa que ganha não se mexe, mas claro que se pode acrescentar melhorias. Apesar de a carta permanecer igual, bem como o espaço superior do restaurante, há uma novidade de peso para tornar os seus dias de praia ainda mais deliciosos: a partir de 1 de junho, data em que se inicia oficialmente a época balnear e em que é dada a luz verde para operar no areal (ou seja, só a partir desta data é que as camas balinesas e a as espreguiçadeiras regressam ao espaço de praia do Clássico), nasce o Lounge, um segundo espaço, com carta própria, para comer e beber sem tirar os pés da areia, e que acaba por ser também uma ótima continuação do beach bar para eventos como festas sunset.

Clássico
Fica complicado arranjar melhor vista para almoçar. créditos: divulgação

É verdade que sempre foi possível consumir nas camas e espreguiçadeiras, mas a primazia era dada a bebidas, snacks rápidos e saladas. Agora, e de acordo com as informações dos responsáveis do grupo Olivier, a ideia do Lounge é ter uma carta própria, com pratos idealizados para um dia de praia, mas com a qualidade e rigor que caracteriza a comida do Clássico. No entanto, será uma oferta diferente da do restaurante, para que exista uma diferença e o cunho do beach bar de Olivier não se perca — o de comer muito bem na praia.

Isto porque reduzir o Clássico à designação de bar de praia e comparar o espaço com as esplanadas que nos vendem hambúrgueres e tostas de qualidade inferior ao preço de caviar é provavelmente um sacrilégio maior do que não molhar o pão no molho de umas belas amêijoas — que sim, existem neste restaurante, a par de outras delícias.

Clássico
O espaço também tem sala interior.

E se a oferta é boa, nada como fazer a prova dos nove, e foi justamente isso que levou a MAGG até às praias de São João da Caparica, mais precisamente ao Clássico: experimentar os pratos mais incontornáveis da carta.

Agora que o Clássico já reabriu — e que já arrumou as trouxas depois da festa de arromba de Rita Pereira —, espreite os cinco pratos que não pode perder no espaço de praia de Olivier da Costa.

Choco frito

Quando não partilhamos da histeria generalizada em relação ao choco frito e é normalmente um prato que nos passa completamente ao lado, se somos a pessoa que limpa o prato, é sinal que esta entrada (14€) é deliciosa. Servido com uma maionese gulosa, o choco frito do Clássico é suave e saboroso no interior — nada aquela textura de pastilha elástica dura — e a fritura pouco gordurosa e seca na perfeição. Venha mais para a mesa do canto.

Amêijoas à Bulhão Pato

Clássico
créditos: divulgação

Falar de pratos de verão sem referir as amêijoas cozinhadas desta forma tão tradicional é impossível. No beach bar de Olivier, as amêijoas (26€) são dignas de se ver e com um tamanho bem generoso, longe da de qualidade mais fraca, que mais parecem cadelinhas. Generoso é também o molho que as acompanha, que pede que passe parte da refeição a ensopar na travessa as fatias de pão, para além de muito saboroso.

Peixe grelhado

Clássico

A oferta de peixe no Clássico nunca é igual pela simples razão de que também nunca é a mesma variedade que surge nas bancas do mercado todas as manhãs. No entanto, podemos afirmar que é sempre mais que muita e há dois que não nos saem da memória e das papilas gustativas: o linguado, que tivemos oportunidade de provar na temporada de verão de 2021, e o imperador, um peixe de qualidade superior que atacámos neste almoço de imprensa (o preço de todo o peixe é ao peso e varia diariamente consoante os valores praticados na doca). Escalado, com um molho de manteiga e ervas delicioso e arranjado à nossa frente, comíamos este peixe grelhado todos os dias da nossa vida.

Arroz de choco

Clássico

Olhar para a ementa do Clássico e ler arroz de choco (52€) não dá, nem perto nem de longe, a mais pálida ideia do que nos vai surgir na mesa. Numa espécie de panela XXL, qual paella, surge este maravilhoso arroz que nos levava ao altar. Estamos a falar de um arroz nero, com tinta de choco, com uma textura híbrida que chega perto do risotto sem o ser, com uma cremosidade e sabor que só provando. A completar, pedaços de choco, amêijoas e uns generosos carabineiros no topo, cozinhados no ponto e com o sumo a escorrer das cabeças. Se a perfeição existe, este prato está lá perto.

Torta de laranja

Clássico

Vamos fazer aqui uma confidência: somos pessoas de salgados e muito mais de entradas (até porque queijo é vida), mas não resistimos a uma torta de laranja quando a vemos disponível na ementa. Ainda antes de esta sobremesa (6€) chegar à mesa, Olivier da Costa confidencia-nos que é deliciosa. Mas, vá, também não ia dizer mal da torta que serve no seu restaurante, certo? No entanto, somos obrigados a concordar a 100% com o chef e empresário, e confirmar que esta opção fresca do Atelier do Doce, com textura no ponto e um sabor a laranja nada enjoativo, foi a única torta a ultrapassar as duas do nosso top de preferência: a de Marco Costa e a da nossa mãe. Sim, mãe, desculpa lá isso.

Clássico Beach Bar by Olivier

Localização: Avenida Afonso de Albuquerque – Praia de São João da Caparica, 2825-450 – Costa da Caparica
Reservas: +351 927 194 906
Horário: restaurante e apoio de praia todos os dias, das 10h30 às 21h; cozinha: todos os dias, das 12h às 19h

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.