Domingo à noite, véspera de feriado. A TVI pensou — e bem — capitalizar o facto de, esta segunda-feira, a maioria dos portugueses não trabalhar no dia seguinte para esticar a corda na gala de "Big Brother - A Revolução". E não estamos a falar de mais tempo mas sim de uma quantidade inenarrável de intervalos, mini breaks, mini intervalos com cronómetros, pausas para xixi e mais intervalos. Gostávamos de ter contado quantos foram mas, a partir da meia-noite, perdemos noção do tempo.

Mas vamos ao que interessa. A gala.

Mais uma reviravolta nas regras do programa? Uau. E um novo concorrente? Fantástico. Uma pergunta na app sobre quem é a planta da casa? Boa. É o vale tudo para animar uma casa que mais parece o horto do Campo Grande e que viveu, nas primeiras semanas, à custa de Sandra, Carina e Joana. Ah, e claro, do "romance" entre Jéssica e Renato.

"Parece o parque florestal de Monsanto", como disse mais à frente Ana Garcia Martins. Facto.

Teresa Guilherme optou por um vestido vermelho-fogo e, no primeiro segmento do programa, tentou acicatar a tensão entre as mulheres da casa (Joana, Andreia e Sandra sempre no centro da ação). E não é porque é mais interessante ver mulheres a digladiarem-se (ou é?). Cheira-me que é mesmo porque os concorrentes masculinos de "BB — A Revolução" são um grande secador (confere).

Ao fim de quase um mês, já cheira quase a desespero tentar fazer de Joana uma vilã, passando paninhos quentes naquela que é, de longe, a concorrente mais conflituosa da casa (Carina). E agora que falamos nisso, despachamos já este assunto: então a emissão começa com as imagens de Carina a bater no peito, e ai que sai se não lhe derem tabaco, e que vai dizer ao "meu Bítor" para a ir buscar (perdão, ao Rui. De repente, tivemos um flashback da potencial vencedora do "BB2020" que se tornou uma das vilãs dessa edição) e depois não acontece nada?

Foram precisas quase três horas para percebermos o que aconteceu. Já a noite ia alta quando o assunto da sanção veio à baila. Vemos uma Carina super fofinha, a pedir desculpa a toda a gente pela sua dependência. Teresa Guilherme relativiza o comportamento da concorrente, recomenda-lhe que deixe de fumar e aquilo que parecia um grande estrondo foi só um restolhar de folhas amarelas numa tarde de Outono.

Está bem.

Sandra e Jéssica, que decidiram antecipar o Halloween, são convocadas para um momento familiar, cujo objetivo foi tentar (em vão) virar mãe contra filha. Excelente.

Sandra e Jéssica
Sandra e Jéssica

15 minutos de uma tentativa de qualquer coisa que não percebemos qual o objetivo. Pedro, marido de Sandra e pai de Jéssica, que este domingo surge em versão mix de António Variações e domador de leões, continua a ser o melhor momento das galas. O mais extravagante e também o mais amoroso e sensato. Uma pessoa quase tem vontade de deixar crescer uma barba para usar aquelas tranças.

Jorge, marido de Sandra
Jorge, marido de Sandra

Depois de homens em bom, homens em fraquinho. André Abrantes tenta (mais uma vez) explicar o comentário infeliz que fez sobre relações homossexuais entre homens. A opinião do jovem é (parece-nos) sincera e parece também haver aqui uma tentativa de transformar André em Hélder do BB2020. Tal como diz Ana Garcia Martins, foi "o ego machista" beliscado. Só isso.

"Eu acho que ele é efetivamente preconceituoso, acho que ele efetivamente viu o seu ego machista ser atacado pela hipótese de estar a ser trocado por uma mulher. Foi absolutamente vergonhoso", disse Ana Garcia Martins. Ámen.

E vamos para intervalo. Um intervalo serve, para que os telespectadores possam entender a razão da existência do mesmo, para capitalizar. São espaços publicitários pagos por anunciantes, e o preço dos mesmos inflaciona consoante o sucesso do programa e as audiências do canal. Tudo certo, a TVI é uma empresa privada e é preciso faturar.

Mas estes breaks, mini breaks, intervalos e pausas dão cabo de uma pessoa e a única coisa que nos anima é a entrada iminente do novo quadrilheiro da casa (Pedro vai pegar fogo... esperemos).

Teresa Guilherme fez pedagogia com Catarina. E ainda bem.

Regressamos depois de mais um maxi break. Mais um desafio no jardim da casa. Os rapazes parecem os Backstreet Boys no videoclipe da canção "All I Have to Give", em tons de aborrecido. Já as meninas deviam estar a cumprir o dress code bola de espelhos.

concorrentes big brother 4 gala
créditos: TVI
concorrentes big brother 4 gala
créditos: TVI

Os concorrentes são desafiados a colocarem-se lado a lado com as nomeadas que restam (Catarina foi entretanto salva, ficaram Joana e Sandra). Andreia é esperta que nem um alho e, com o seu look princesa Leia, já percebeu que quem dá canal na casa não é Sandra mas sim Joana. E acertou porque a bff acabou por ser expulsa pouco tempo depois.

E eis que chegamos ao momento "vamos dar gás a um romance que nunca vai acontecer". Chega a vez de Renato e Jéssica e há trocadilhos aquáticos que metem carapaus e Nemo. Posso pôr aqui um facepalm? Afinal não vamos. Vamos aos resultados da votação "quem é a maior planta da casa?". Ufa. Uma pessoa não pode desviar o olhar um minuto que perde logo o fio à meada. Catarina diz que fazia um auto-voto e ri-se, toda contente. Então esta gente foi ali para quê mesmo? Michell e Jéssica Antunes ficam espantados por fazerem parte da estufa.

E agora, mais um momento em contra-relógio no qual Teresa Guilherme, qual anciã da tribo, insiste em contrariar de forma fofinho-paternalista a opinião de Ana Garcia Martins. "Não queres acrescentar nada?", diz, como quem quer dizer "não acrescentes mais nada que isto ainda faltam mais 59373 breaks, 483 provas e 56 desafios e já são 23h15".

Ana Garcia Martins
Ana Garcia Martins créditos: TVI

O momento mais desconfortável e também mais forte desta gala acontece com o relato doloroso que Catarina faz sobre a sua vida. A concorrente de Fernão Ferro insiste que é feliz, apesar dos horrores dos abusos sexuais, da relação abusiva e do aborto espontâneo que sofreu no início deste ano.

E houve pedagogia por parte de Teresa Guilherme, a salientar a importância de pedir ajuda. É nestes momentos que a apresentadora brilha. É nestes momentos, em que poderia haver apenas uma exploração gratuita da desgraça dos concorrentes, que Teresa Guilherme sabe ser a voz da razão. E embora não o diga diretamente, ouvimos ali, nas entrelinhas, a apresentadora tentar dizer "não esperem que um programa de televisão mude a vossa vida".

"O Big Brother vai ajudar-me muito, vai abrir-me muitas portas", diz Catarina que, claro, não ouviu com atenção Teresa Guilherme.

catarina big brother

Sandra foi expulsa da casa. No momento de despedir-se da filha diz-se "humilhada". Mais uma que, aparentemente, nunca viu reality shows mas decidiu entrar num.

E antes de mais um mini break, o momento mais WTF da noite. Depois de ter abandonado a casa, Bruno Nogueira (quem? Exato.) deixa um vídeo surreal, no qual diz que está tudo bem, que tem imensas saudades e que viveu "a melhor experiência" da sua vida. O que realmente aconteceu com o ex-concorrente? Continuamos sem saber. Mas isso agora não interessa nada, como diz o povo.

Bruno Nogueira deixou mensagem
Bruno Nogueira deixou mensagem

Mini break.

Há a formação de dois grupos, liderados por Rui Pedro e Renato, respetivamente. Renato era líder, agora é chefe. Uma pessoa tem de ter um curso superior para acompanhar estas regras.

Ai, esperem. Mais um intervalo.

Voltámos. Há gincanas, sacos com areia, faixas de cores diferentes. São os "Jogos Sem Fronteiras" ou a Miss Portugal 1989? Ah, é o Big Brother. Deem-me um desconto que já é meia-noite. Esta espécie de chincalhão marado vai decidir quem fica imune e quem vai estar sujeito a nomeações (sim, ainda faltam as nomeações e o novo concorrente).

A equipa de Rui Pedro ganha imunidade: Jéssica Antunes, Joana, Rui Pedro, André Abrantes, Michel, Andreia e Sofia estão safos. Carina quase rima com azia, que é a postura geral da concorrente. Ora está a reclamar com alguma coisa ou a chorar por causa de alguma coisa.

Carina não escondeu desilusão
Carina não escondeu desilusão

O grupo de vencedor é assim uma espécie de Sensatos com uma infiltrada (Andreia) e o grupo perdedor serão assim uns kamikaze de marca branca com a infiltrada Zena. Rui é o líder da semana pelo que nos aguardam muitas palestras de auto-motivação começadas pela palavra 'eu'.

Pedro recauchutado de reality show da SIC

Agora que falta menos de uma hora para a emissão terminar, precisamos dizer isto: dá-nos a sensação que esta gala está tão mal estruturada que Teresa Guilherme está aflita a tentar despachar serviço. Nenhuma narrativa tem início, meio e fim e nenhuma história consegue ser explorada com pés e cabeça.

Nomeações. São 00h12 e ainda falta conhecermos o novo concorrente. Ah, olha a Liliana, a outra nova concorrente. 483 horas depois, Carina pede desculpa à produção e, francamente, não há pachorra para esta Sónia 2.0. Pronto, dissemos, está dito. Siga.

De volta às nomeações, estão todos a "adorar conhecer" a Liliana, mas é ela quem vai à chapa. Ela e mais cinco que, neste "Big Brother", não se faz a coisa por menos.

"Tenho outro serviço, volto já", atira Teresa Guilherme, a meio das nomeações. Pausa para outra VT. Parece que estou no BBC às três da manhã com cinco vodka laranja no bucho a tentar encontrar o telemóvel dentro da carteira. Ah, era o product placement do ambientador para a roupa. Isto foi tão metido a martelo que Thor ficaria orgulhoso.

De volta às nomeações. Ai não. Afinal ainda vem aí a Sandra, cheia de energia a esta hora da noite e em êxtase por ver a Pipoca Mais Doce. Momento hilariante, este. Ah, e reiteramos a ideia de um reality show só para o marido da Sandra. Que personagem fantástica.

Finalmente, aí vem o Pedro. Esperem lá... esta cara não é é estranha. Ah, já sei. É um recauchutado do dating show da SIC "O Carro do Amor". O Pedro é aquele quarentão que acha que tem 20 e poucos anos e que, apesar da calvície, acha que ainda "está aí para as curvas". Já teve mais profissões do que toda a fila do centro de emprego e, claro, não vingou em nenhuma. Diz que tirou uma pomba detrás da orelha do presidente Marcelo? Medo.

BB A Revolução pedro 2

Alguém explica o que é o "9 ou 17" que a Jéssica mencionou? É que eu a esta hora já não tenho capacidade.

Mais um mini break. Mais uma reviravolta, uma nomeação direta. Rui Pedro tem de escolher entre Catarina e Renato. Carina volta a reclamar. Que chata. Quem é que ficou afinal nomeado? Tenho de puxar para trás e ver. Liliana, Carina, Jéssica Fernandes, Zena, Carlos e Catarina. Se calhar era melhor ter perguntado 'quem é que NÃO ficou nomeado?'.

"BB - A Revolução". Andreia, Catarina, Joana e Sandra são as nomeadas da semana
"BB - A Revolução". Andreia, Catarina, Joana e Sandra são as nomeadas da semana
Ver artigo

"Só temos um minuto", vai avisando logo Teresa Guilherme, antes de Ana Garcia Martins poder sequer abrir a boca para um comentário final. A apresentadora quer tanto que A Pipoca Mais Doce esteja ali como nós queremos em geral levar com uma zaragatoa pela narina acima.

Felizmente, o Pedro entrou para a casa. Quiçá para tirar coelhos da cartola, pombas do exaustor e, quem sabe, trazer algum nonsense que isto bem precisa de animar.

Para a semana há mais. Até lá, um mini break de sete dias.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.