Agosto é (quase) amanhã e, apesar de gostarmos de preencher o nosso cérebro com informação útil e conteúdo que nos faça refletir, não somos de ferro e há alturas em que queremos mesmo é desligar, ver algo leve e, de preferência, que nos divirta.

Ao contrário da televisão linear que, em agosto, é um mar de repetições, as plataformas de streaming têm novos conteúdos, de séries a documentários, prontos a serem consumidos. Fizemos uma seleção de filmes e séries levezinhas, para ver antes da sesta, naqueles dias de maior calor, ou para passar umas horas em família, no sofá, enquanto não chega a hora da churrascada.

"Trainwreck: Woodstock '99" (3 de agosto)

Woodstock '99 seria, em teoria, a reedição do icónico festival de música que marcou os anos 1960. No entanto, devido a uma série de erros por parte da organização (e também porque os tempos eram outros), este evento musical tornou-se um fiasco total, com fogos, motins e destruição. Com recurso a imagens nunca antes vistas e entrevistas exclusivas com colaboradores, artistas e participantes, este documentário de três episódios mostra como egos e ganância geraram o caos durante aqueles três dias.

"Temporada de Casamentos" (4 de agosto)

Asha (Pallavi Sharda) e Ravi (Suraj Sharma) são pressionados pelas respetivas famílias a casarem-se, de preferência com pessoas da mesma etnia. Asha aceita a proposta da mãe em ter Ravi como seu par durante todos os casamentos de verão. Durante os três seguintes meses, entre inúmeros convites, danças e vestidos, Asha e Ravi começam lentamente a descobrir que poderão ter mais em comum do que pensavam. O que começou por ser um mero acordo poderá evoluir para algo mais?

"Indian Matchmaking" (10 de agosto)

A casamenteira Sima está de volta! Nesta segunda temporada, a perita em relacionamentos vai ter desafios que, para o olhar destreinado, podem parecer impossíveis de ultrapassar: solteirões e solteironas do mundo inteiro, com listas de desejos que incluem tudo, desde homens com rabo de cavalo, passando por uma dieta 'ovo-lacto-semivegetariana'.

"Eu Nunca" (12 de agosto)

Fãs de Devi, Paxton e Ben, a espera terminou. A adolescente mais melodramática e hilariante da Netflix está de volta, com mais dramas nos quais toda a família se vai rever. Na terceira temporada de "Eu Nunca", Devi e Paxton são, finalmente, namorados publicamente assumidos. Mas será que aquele que foi sempre o maior desejo de Devi não pode tornar-se um pesadelo? E como vai ficar a relação com Ben no meio disto tudo?

"13, O Musical" (12 de agosto)

Após o divórcio dos pais, Evan Goldman (Eli Golden) muda-se de Nova Iorque, para uma pequena cidade do estado do Indiana, juntamente com a mãe Jessica (Debra Messing). Evan está prestes a celebrar o seu bar mitzvah à porta, mas vai ter de o fazer sem os amigos, o pai (Peter Hermann) e o seu rabino (Josh Peck). Ao chegar à casa da avó (Rhea Perlman), ele tece um plano para fazer novos amigos e tornar o seu bar mitzvah na festa mais fixe de sempre. Enquanto marginal nos círculos sociais da nova escola, Evan cedo percebe que não é o único a lidar com as ansiedades do oitavo ano. "13: O Musical" é baseado no popular musical "13", que estreou na Broadway em 2008.

"Royal Teen" (17 agosto)

Quando o Príncipe Karl Johan (Mathias Storhøi) e a recém-chegada Lena (Ines Høysæter Asserson) começam a apaixonar-se um pelo outro, Lena sente-se encantada, mas também cética, por várias razões. Kalle, o príncipe folião, é presença habitual nas manchetes da imprensa cor-de-rosa e nos blogues de coscuvilhices — um deles gerido pela própria Lena no anonimato, até ser exposta. Lena tem noção de que envolver-se romanticamente com o futuro rei pode colocá-los a ambos numa situação impossível.

"Dois Caminhos" (17 de agosto)

Lembra-se de "Sliding Doors", o filme de 1998 em que Gwyneth Paltrow vivia dois desfechos completamente diferentes, decididos por ter (ou não) perdido o metro? "Dois Caminhos" é algo do género, mas em fofinho. Prestes a acabar a faculdade, a vida de Natalie [Lili Reinhart] diverge em duas realidades paralelas: uma em que ela engravida e permanece na sua cidade natal, e outra em que não engravida e se muda para Los Angeles.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.