Arte, imagem marcante ou valores pouco comuns para a sua época: tudo isto caracteriza Frida Khalo, a artista mexicana que faria 115 anos esta quarta-feira, 6 de julho, motivo mais que suficiente para recordar e aprender algo sobre esta figura irreverente.

A artista mexicana viveu a revolução do seu país quando tinha 3 anos de idade. Depois veio a ditadura, que durou cerca de 30 anos. Todo o contexto político em que cresceu resultou na participação num partido socialista local apenas com 16 anos. E com 20, tornou-se membro do Partido Comunista Mexicano.

Frida Kahlo é protagonista de um novo espaço na Marinha Grande, com tacos e tequilla todo o dia
Frida Kahlo é protagonista de um novo espaço na Marinha Grande, com tacos e tequilla todo o dia
Ver artigo

A arte surgiu muito cedo na vida de Frida Khalo: completou 143 pinturas, sendo que 55 são autorretratos, e alguns representam a dor e o sofrimento que viveu com doenças e um acidente grave em criança. A pintura também foi o elemento de ligação para conhecer e passar a relacionar-se com o seu marido, o pintor mexicano Diego Rivera.

"Espero que a saída seja alegre — e espero nunca mais voltar" foi a última frase que a feminista escreveu poucos dias antes de morrer. Frida Khalo morreu a 13 de julho de 1954 com uma embolia pulmonar, mas sempre existiram rumores de ter sido vítima de uma overdose.

Recorde Frida Khalo com as nossas sugestões.

Filmes e documentários

O filme biográfico "Frida" foi exibido em 2002 e protagonizado por Salma Hayek. Julie Taymor, a realizadora, adaptou a história do livro "Frida: Biography of Frida Khalo", de Hayden Herrera. O filme está avaliado em 7,3 no IMDb e venceu dois Óscares nas categorias de Melhor Canção Original e Melhor Caracterização — também vencedor na mesma categoria dos prémios BAFTA. No total, o filme recebeu 47 nomeações e 17 vitórias em vários prémios.

"Frida" conta a história e o drama da vida da artista, incluíndo os problemas amorosos, como o caso com Leon Trotsky (Geoffrey Rush) e relações com outras mulheres enquanto era casada com Diego Rivera (Alfred Molina).

Há também o documentário "Frida-Viva la Vida", de Giovanni Troilo, que mostra Frida num formato totalmente diferente do habitual. Através das palavras da artista, cartas, diários e confissões privadas é possível descobrir o dualismo da mexicana: uma vida dividida pela dor e pelo prazer.

Livro biográfico e ilustrado

Uma viagem ilustrada pela vida de Frida Khalo, escrito por María Hesse. Desde a infância ao acidente que sofreu em criança, que a impulsionou o gosto pela pintura. E até sobre as suas relações amorosas com Diego Rivera e amantes. "Frida Khalo — Uma biografia" conta todos os pormenores da vida da artista (PVP: 15,56€).

Ainda há livros sobre a artista, como "Frida Kahlo", onde a história é adaptada para crianças. Os autores utilizam a história dA mexicana para explicar aos mais pequenos a importância de sonhos e a possibilidade de superar obstáculos. 

Exposição

A exposição "Frida Khalo, A vida de um ícone" já passou por Barcelona e pelo Porto. Em breve, chega a Lisboa, mais concretamente a 29 de setembro. A experiência imersiva permite conhecer os detalhes da história da artista através de fotografias, filmes, música e realidade virtual. A exposição será no Reservatório da Mãe d’água das Amoreiras e vai estar aberto de quinta-feira a domingo. O bilhete inteiro custa 15€, o reduzido 13€ e por família 11€. 

Experiências

Na Marinha Grande há um café em que quase consegue estar com Fida Khalo. Como? Há fotografias da artista pelo espaço, cores inspiradas na mexicana e várias referências  no Hello, Miss Frida.

Não são uma casa mexicana, mas há tacos, nachos, cocktails, bowl de chili. Clara Silva Rebelo é uma das fundadoras do espaço e explicou à MAGG, que o espaço tem “um cheirinho de México, mas não muita coisa, porque não queremos que seja uma casa mexicana nem coisa que se pareça”. 

Já no Torel Avantgarde, o boutique hotel com vista para o Douro, tem uma cama double com um design semelhante à cama da artista: o azul escuro por todo o lado foi pensado no caráter de Frida e ainda há cactos e pássaros para lembrar o México. Saindo um pouco do mundo de Frida, o quarto tem uma grande varanda e uma banheira para aproveitar a vista para o rio, mesmo no centro do Porto. O preço por noite é a partir de 744€. 

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.