É definido como "a morada mais icónica de Lisboa", e não é por acaso. O Four Seasons Hotel Ritz Lisboa foi o primeiro hotel de luxo a abrir em Lisboa, a 24 de novembro de 1959. Pelas contas, percebe que estávamos ainda na época de Salazar, que por acaso até incentivou a construção deste hotel — via aqui uma oportunidade de negócio para crescer o mercado do turismo.

E não só foi um sucesso, que fez renascer a Rua Rodrigo Fonseca, como continuou a manter-se firme depois da ditadura. Este hotel reflete a alma da cultura portuguesa, não só pelo estilo de arquitetura Art Deco que se confunde com o estilo de Luís XVI, como pela coleção de obras de arte de artistas portugueses, à qual se junta a tapeçaria artesanal que decora os espaços do Hotel Ritz.

Nome pelo qual sempre foi conhecido, mas ao qual com o tempo se juntaram mais duas palavras, Four Seasons (acontece em 1997, quando passa a estar associado a este grupo), o Ritz é um hotel emblemático na cidade. E é logo à entrada que conhecemos Tiago Tavares, um jovem de 23 anos que é o primeiro cartão de visita dos novos hóspedes que chegam ao hotel de luxo. Segue-se depois Nuno Neves, 45 anos, que abre literalmente as portas para quem vem passar uma ou mais noites no Ritz.

Não são atores, não são famosos — os retratos dos anónimos que fazem do Teatro Dona Maria II um sucesso
Não são atores, não são famosos — os retratos dos anónimos que fazem do Teatro Dona Maria II um sucesso
Ver artigo

Se logo na chegada há quem fique encantado, outros só ficam conquistados quando passam pelo restaurante e provam a pastelaria preparada por Iolanda Marau, 39 anos, 13 deles passados no Hotel Ritz a conquistar os clientes pelo estômago. Sem esquecer ainda os cocktails do Ritz Bar, que no ano passado passou a fazer parte da lista “The World’s 44 Best Hotel Bars”, uma distinção que orgulha a barmaid Olga Pavalencu, um dos rostos do bar.

Depois de lhe mostrarmos os rostos por detrás do Teatro Dona Maria II, em Lisboa, a MAGG partiu à descoberta das pessoas que dão vida à unidade hoteleira histórica em Portugal. E é exatamente isso que lhe revelamos agora.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.