A espera terminou e já se sabe o título oficial da nova série inspirada no universo criado por J.R.R. Tolkien, autor da trilogia original de "O Senhor dos Anéis". Anunciado esta quinta-feira, 20 de janeiro, "O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder" é o nome da futura série da Amazon Prime Video, que conta com data de estreia mundial a 2 de setembro e, ainda, o maior orçamento de sempre (só para produção da primeira temporada).

Vem aí uma nova série de "O Senhor dos Anéis"
Vem aí uma nova série de "O Senhor dos Anéis"
Ver artigo

“Este é um título que imaginamos que pudesse viver na lombada de um livro, ao lado de outros clássicos de J.R.R. Tolkien”, afirmaram os produtores executivos, J. D. Payne e Patrick McKay, num comunicado citado pela Deadline. No entanto, a revelação do nome oficial da série teve direito a um vídeo próprio.

A Amazon já tinha dito que queria a sua própria "Guerra dos Tronos", depois de Jeff Bezos, CEO da Amazon, pedir a Roy Price, cabecilha dos Amazon Studios e do Amazon Prime, que lhe desse a sua própria produção do género. Não necessariamente com a fantasia e registo medieval que caracterizam o fenómeno, mas no sentido de lançar um novo drama sofisticado e globalmente apelativo. Tudo isto com a noção de que teria de ser também lucrativo e, por isso, envolto num universo que vive em livros, jogos e outros suportes do género.

E, para isso, foi diretamente à fonte: adquiriu os direitos televisivos da saga "O Senhor dos Anéis", que se torna assim no fenómeno cultural que a Amazon transformou numa série de streaming de várias temporadas. E que, segundo foi adiantado, será centrada na história da criação dos anéis e na ascensão de Sauron. Mas não só.

Vamos recuar na história e conhecer o maior vilão de sempre

"'O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder' une todas as grandes histórias da segunda Era da Terra Média: a forja dos anéis, a ascensão do Senhor das Trevas Sauron, o conto épico de Númenor e, ainda, a Última Aliança de Duendes e Homens", confirmaram os produtores executivos. "Até agora, o público só viu no ecrã a história do Anel Único – mas antes de haver só um, existiam muitos outros. E estamos entusiasmados para partilhar a história épica de todos eles", completaram.

Morreu Bilbo Baggins, de "O Senhor dos Anéis". Ian Holm tinha 88 anos
Morreu Bilbo Baggins, de "O Senhor dos Anéis". Ian Holm tinha 88 anos
Ver artigo

A série passa-se na Segunda Era do universo criado por Tolkien, "milhares de anos antes dos acontecimentos presentes em filmes como 'O Hobbit' e 'O Senhor dos Anéis', e levará os espectadores a um tempo em que foram forjados grandes poderes, em que reinos ascenderam à glória e caíram em ruínas, em que foram testados heróis improváveis e em que a esperança esteve pendurada pelo mais fino dos fios", lê-se no comunicado de imprensa da Amazon Prime Video, que anuncia, ainda, que este foi também o tempo "do maior vilão que alguma vez saiu da caneta de Tolkien" para "ameaçar encobrir o mundo inteiro na escuridão".

O elenco oficial já foi confirmado (e há personagens novas)

Em destaque no elenco estão nomes como Cynthia Addai-Robinson, Robert Aramayo, Owain Arthur, Maxim Baldry e Nazanin Boniadi, entres tantos outros. No entanto, até à data, ainda não foram reveladas as personagens alocadas a cada um dos atores.

Viggo Mortensen (que dá vida a Aragorn) não surge como parte integrante do elenco e não há qualquer informação relativa à presença de Peter Jackson, o realizador da triologia original, que chegou a vencer um Óscar na categoria de Melhor Realizador, na produção da nova série.

"O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder" estreia-se a a 2 de setembro em todos os países e territórios em que a Amazon Prime Video está disponível e já tem a fama de ser a mais cara de sempre. Envolve um orçamento de 384 milhões de euros só para a primeira temporada e é uma das mais sigilosas produções das chamadas guerras do streaming.

Ao que tudo indica, é o trunfo da Amazon, provavelmente a concorrente mais forte da líder e pioneira Netflix, para angariar mais assinantes, e por isso já tem um contrato de desenvolvimento para várias temporadas.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.