Em "As Inseparáveis", as protagonistas são Kate e Tully. Duas amigas há vários anos que, juntas, conseguiram ultrapassar desgostos amorosos, desilusões e frustrações várias que foram surgindo ora em contexto profissional ou pessoal. O inesperado, no entanto, acontece logo no início da série da Netflix quando uma traição ameaça fazer ruir uma relação que parecia ser para sempre.

O melhor de tudo? É que assim que a começar a ver, sabe que haverá mais história para lá dos episódios já disponíveis no catálogo da plataforma de streaming. É que está já confirmada uma segunda temporada, que deverá estrear-se em meados de 2022.

Esta é só uma das nossas sugestões para quem aguarda pacientemente pelo regresso de "O Sexo e a Cidade" que, quando estrear-se — e ainda não há data anunciada — deverá também chegar a Portugal quando a HBO Portugal transitar para HBO Max.

Das novidades às ausências, o (pouco) que se sabe sobre o regresso de "O Sexo e a Cidade"
Das novidades às ausências, o (pouco) que se sabe sobre o regresso de "O Sexo e a Cidade"
Ver artigo

Para este regresso está confirmada a presença das atrizes originais como Cynthia Nixon (que deu vida a Miranda Hobbes), Sarah Jessica Parker (Carrie Bradshaw) e Kristin Davis (Charlotte York). A série vai acompanhar as três protagonistas, agora na casa dos 50 anos, mostrar as suas novas vidas e as peripécias por que passaram. "And Just Like That..." vai ainda abordar a crise sanitária provocada pela pandemia da COVID-19.

Uma das ausências mais notadas será a de Kim Cattrall. Ainda não se sabe, no entanto, de que forma é que a ausência da personagem será explicada nos novos episódios.

Enquanto a série de culto da HBO não regressa, temos outras sugestões para o manter entretido. É o caso de "Grace and Frankie", igualmente na Netflix, ou "The Bold Type", sobre três mulheres que lidam com a pressão de gerir as suas vidas pessoais e uma revista feminina americana. Mas há mais.

Mostramos-lhe 6 séries para ver enquanto espera pelo regresso de "Sexo e a Cidade".

"The Bold Type" (Netflix)

Ao longo de quatro temporadas, "The Bold Type" acompanha as vidas rotineiras de três jovens a viver em Nova Iorque, nos EUA, enquanto gerem uma revista feminina de grande tiragem.

Embora um dos focos seja a forma como a revista dá voz àqueles que não a conseguem expressar, a série analisa ainda os problemas de falta de autoestima, os choques de egos em contexto profissional e o esforço a que todas as melhores da história estão sujeitas para serem super-mulheres e corresponderem às expectativas de uma sociedade cada vez mais intolerante.

"Girlboss" (Netflix)

Com apenas uma temporada, "Girlboss" acompanha a vida de Sophia, uma jovem apaixonada por moda que, por um mero acaso, acaba por ser tornar numa empreendedora da área. Com um negócio em mãos e uma vida caótica por organizar, depressa começam os problemas.

É no meio desse caos e dos altos e baixos por que a sua empresa passa que a série começa e se desenvolve até ao último episódio.

A série foi cancelada em meados de 2017 pela Netflix, depois de as críticas não serem favoráveis.

"Emily in Paris" (Netflix)

Em plena pandemia, "Emily in Paris" foi uma das séries mais vistas pelos utilizadores da Netflix.

E ainda que a empresa não divulgue os dados de visualização de forma transparente, a verdade é que a série foi, durante meses, um dos assuntos mais comentados nas plataformas digitais por fãs de séries. Mais: foi premiada a vários Globos de Ouro e, mais recentemente, nos Emmys.

O foco está em Emily, uma jovem que decide mudar-se para Paris e depressa se rende aos luxos daquela que é considerada a cidade romântica. Num novo país e com novas pessoas à sua volta, Emily tenta a sua sorte no amor.

O resultado são dez episódios muito divertidos. E já se sabe que há mais uma temporada a caminho.

"Donas de Casa Desesperadas" (Disney+)

O arranque de "Donas de Casa Desesperadas" acontece com o suicídio de Mary Alice Young, uma dona de casa com uma vida aparentemente perfeita e privilegiada. Porém, depressa sabemos que não era bem assim. É no rescaldo da tragédia que as quatro amigas, vizinhas de Young, decidem unir esforços para desvendar o mistério que esteve na origem da morte da amiga.

À medida que o fazem, no entanto, veem-se obrigadas a lidar com os seus próprios problemas, dilemas pessoais e revelações obscuras que nunca pensaram ver descobertas.

Em Portugal, a série faz parte da chancela Star da Disney+.

"Grace and Frankie" (Netflix)

"Grace and Frankie" é uma das comédias mais divertidas para ver enquanto espera pelo regresso da série de culto. Além de perfeita para distrair depois de um dia intenso de trabalho, conta a história de Grace (interpretada por Jane Fonda), reformada da área da cosmética, e Frankie (Lily Tomlin), uma professora de arte.

"Sex Education" ou "La Casa de Papel". 11 séries que regressam nos próximos meses
"Sex Education" ou "La Casa de Papel". 11 séries que regressam nos próximos meses
Ver artigo

Estas são duas mulheres que se odeiam mutuamente e que, à partida, nada têm em comum. Mas as aparências iludem e depressa se apercebem que há um detalhe que as une mais. O dilema começa quando os maridos anunciam deixá-las por estarem apaixonados um pelo outro.

É neste momento que ambas são obrigadas a pôr o orgulho de lado e a unir forças para tentar lidar com uma nova realidade que desconheciam há vários anos: uma vida de solteira.

O resultado são seis temporadas de boa disposição, humor e algum drama.

"As Inseparáveis" (Netflix)

Desde a infância que Kate e Tully são inseparáveis. Juntas ultrapassaram tristezas, fracassos, depressões e outras tantas desilusões. Apesar dos obstáculos, a relação foi-se mantendo sempre forte e estável, daquelas inabaláveis e aparentemente capazes de resistir a qualquer ataque.

Mas uma traição inesperada e violenta leva a que estas duas mulheres, amigas há mais de 30 anos, se separem e sejam obrigadas a seguir as suas vidas sem a companhia uma da outra. Quando ambas seguem caminhos diferentes, os obstáculos por que têm de passar vão pôr à prova toda a relação que cultivam há vários anos.

Poderão os laços da amizade sobreviver a este novo dilema? A resposta está nesta série da Netflix.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.