Custos operacionais e a subida da inflação resultam em serviço de entregas rápidas e serviço de streaming mais caro. A Amazon Prime está a adaptar-se aos preços atuais do mercado e vai aumentar 25% o preço da subscrição mensal em Portugal.

Saiba onde pode ver todas as séries nomeadas para os Emmys (o segredo está no streaming)
Saiba onde pode ver todas as séries nomeadas para os Emmys (o segredo está no streaming)
Ver artigo

A partir de 15 de setembro os novos subscritores do serviço da Amazon começarão a pagar 4,99€ mensais, refere o “Observador”. “Para os atuais membros Prime (incluindo o período de experiência gratuito), os novos preços vão aplicar-se a partir da data da renovação mensal ou anual, a partir de 15 de setembro de 2022", explica a empresa. Pode consultar os detalhes da renovação ou mudança de plano no site da Amazon Prime.

Para quem tem a subscrição anual, a subida será mais notória, pois de 36€ por ano passará a pagar 49,90€. Na prática há um aumento de quase 39% do preço.

Esta mudança não vai acontecer só em Portugal. Na restante Europa, os preços também vão subir. Na subscrição anual, o Reino Unido sobe 20%, França 43% e Espanha e Itália 39%. Além disso, também há alteração de preços na Irlanda, na Bélgica e na Áustria. Os Estados Unidos já tinham sofrido com o aumento de preços de 17% na subscrição anual e de 15% no pacote mensal.

O “Financial Time” adianta que a alteração de preços é justificada pela subida da inflação e dos custos operacionais. O relatório do segundo trimestre da empresa, apresentado esta semana já tinha referências aos obstáculos provocados pela guerra e da inflação para a Amazon.

A assinatura — que inclui portes grátis de compras feitas na Amazon e ofertas exclusivas, bem como envios rápidos e acesso à plataforma de streaming Prime Video — chegou a Portugal em maio de 2021. Contudo, já existiam muitos portugueses adeptos do serviço, mas através da Amazon Espanha. Mas, desde o ano passado, o serviço da empresa era pensado em Portugal com tradução para português europeu da loja espanhola e uma parte dedicada apenas a marcas nacionais.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.