Em 1996, Roger Ailes fundou a Fox News, mas só 20 anos depois é que se teve conhecimento da "cultura do silêncio" que por lá se vivia. Depois de, em 2014, Gabriel Sherman ter publicado um enorme artigo na "New York Magazine", onde revelava os comportamentos impróprios e abusivos do CEO do canal americano, marcadamente conservador e da ala republicana, em 2016 rebenta oficialmente o escândalo, com a pivot Gretchen Carlson como protagonista.

Não restavam dúvidas: ele assediava constantemente mulheres, tocava-lhes, intimidava-as, oferecia-lhes cargos mais altos em troca de favores sexuais. Quem não acedia, podia muito bem entrar na sua lista negra.

É este o tema central do filme "Bombshell — o Escândalo", que chega finalmente aos cinemas esta quinta-feira, 23 de janeiro. A desempenhar personagens envolvidas na polémica e outras de ficção vão estar Charlize Theron, Margot Robbie — nomeadas nas categorias de Melhor Atriz e Melhor Atriz Secundária para os Óscares, respetivamente — Nicole Kidman, John Lithgow ou Malcolm McDowell.

Gretchen Carlson, Megyn Kelly, Rupert Murdock Roger Ailes são alguns dos nomes reais envolvidos. Colocámos lado a lado a personagem e a figura real e contamos-lhe um pouco das suas histórias.

Gretchen )Carlson (Nicole Kidman

Gretchen Carlson à esquerda; Nicole Kidman à direita

Gretchen Carlson foi uma das mulheres que não respondeu aos pedidos sexuais do CEO da Fox News. Como consequência, viu a sua posição no canal a diminuir cada vez mais, até ao momento em que não lhe renovaram o contrato. É assim que em 2016 rebenta o escândalo: a pivot processou Roger Ailes, depois de, secretamente, ter gravado todas as conversas que teve com o homem, tendo provas substâncias do seu comportamento predador.

Depois disto, abriu-se um inquérito de investigação no canal e mais 20 mulheres tiveram coragem para denunciar o CEO, que entretanto acabou afastado do canal. Esta jornalista é interpretada por Nicole Kidman. Apesar de ter tido um papel fundamental na denúncia de Ailes, não será ela a estrela do filme: a história começa precisamente quando o escândalo rebenta, altura em que Gretchen fica quieta, a ver o que acontece.

Megyn Kelly (Charlize Theron)

Megyn Kelly à esquerda; Charlze Theron à direita

Megyn Kelly é na vida real uma figura controversa e, por isso, alguns críticos acusaram  o filme de desresponsabilizar a pivot pelos seus comportamentos racistas e xenófobos. Foi uma das mulheres que sofreu as investidas de Ailes, mas conseguiu usar isso a seu favor. O seu pensamento conservador entusiasta agradava o CEO — anunciou às crianças americanas que o "Pai Natal é branco" — , tanto que pela altura em que o escândalo rebentou, Kelly estava no auge da sua carreira. Em "Bombshell", ela tem uma decisão a tomar: ou denuncia o homem e termina a sua relação com a Fox ou mantém-se no silêncio e segue com a sua carreira.

"Bombshell". As histórias reais do filme que traz para o ecrã o escândalo sexual da Fox News
"Bombshell". As histórias reais do filme que traz para o ecrã o escândalo sexual da Fox News
Ver artigo

Roger Ailes (John Lithgow)

John Lithgow à esquerda; Roger Ailes à direita

Será John Lithgow a vestir a pele do homem que controlou a Fox de 1996 a 2016 e que foi o autor de vários crimes de assédio sexual dentro da empresa que, diz-se, mantinha uma cultura de terror e de silêncio, gerida por uma espécie de "clube de rapazes". Com o apoio do dono da Fox, Rupert Murdock, criou o primeiro canal conservador dos Estados Unidos e ficou conhecido pelos seus ideais absolutamente ligados à ala conservadora — foi, inclusivamente, consultor de vários presidentes republicanos como Richard Nixon, Ronald Reagan e George H. W. Bush .

O homem, que foi também retratado na série da HBO "The Loudest Voice" era conhecido por ter um pensamento obsessivo, aquilo a que se chama mania da perseguição. Ou se estava com ele, ou contra ele. A coisa era tão grave que se diz que ele espiava os seus funcionários. Afirma-se também que foi ele um dos responsáveis pela candidatura de Donald Trump ao lugar de presidente dos Estados Unidos. Morreu em 2017, um ano depois de o escândalo ter explodido. O facto de sofrer de hemofilia, um distúrbio de coagulação do sangue, contribui para o facto de ter morrido aos 77 anos.

Rupert Murdoch (Malcolm McDowell)

Rupert Murdoch à essquerdaa; Malcolm McDowell à direita

É capaz de não o reconhecer, mas Malcolm McDowell, ator que interpreta o magnata dos media Rupert Murdoch, foi Alex, o protagonista de "Laranja Mecânica", um dos clássicos do realizador Stanley Kubrick. Foi dentro da 20th Century Fox  que nasceu a Fox News, lançada por Roger Ailes, que exigiu o total controlo do canal. Os filhos de Murdoch, no entanto, nunca acharam piada à ideia.

Elizabeth Ailes (Connie Britton)

Elizabeth Ailes à direita, Elizabeth Tilson à esquerda

Elizabeth Ailes foi uma produtora de televisão e a terceira mulher de Roger Ailes, com quem casou em 1998 e teve um filho, Zachary. Foi dona e publisher do jornal local "The Putnam County News & Recorder" e do "The Putnam County Courier". Manteve-se ao lado de Roger até à sua morte.

Newsletter

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.