A 8 de junho de 2018, o Mundo acordava para a notícia chocante e inesperada da morte de Anthony Bourdain. O chef norte-americano, tornado apresentador de programas de viagens e gastronomia, tirava a própria vida, durante as gravações da última temporada daquele que seria o seu último formato "Parts Unknown".

Três anos depois, chega às salas de cinema norte-americanas o filme sobre a vida do chef que, aos 44 anos, foi catapultado para a fama mundial graças ao livro "Kitchen Confidential", um documento escandaloso e irreverente sobre os bastidores da alta cozinha. O trailer do documentário realizado por Morgan Neville já foi revelado e é possível ver, além de excertos de imagens dos vários programas apresentados por Bourdain, gravações inéditas e também testemunhos de amigos que fizeram parte da vida do chef.

"Não há um final feliz", ouve-se Bourdain dizer e, entre os planos encantatórios do chef em locais inóspitos, cidades cosmopolitas e aldeias no meio de nenhures, há os relatos de quem o conheceu, de quem com ele privou e trabalhou. Em comum, os excertos têm a narrativa de um homem que estava em permanente busca de algo.

Anthony Bourdain esteve em quatro ocasiões diferentes em Portugal, sempre para gravar episódios dos seus programas. Em 2002, passou pelo Porto e pelo Douro, assistindo à matança do porco e à feitura do vinho do Porto, no programa "A Cook's Tour".

Na quinta temporada de "No Reservations", foi até aos Açores e, na oitava, visitou Lisboa durante a crise financeira que assolou o País. Em 2017, fez a última visita ao nosso país, regressando ao Porto, para aquele seria o seu último programa, "Parts Unknown".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.