Ozzy Osbourne, um dos rostos da banda de heavy metal Black Sabbath, revelou esta terça-feira, 21 de janeiro, que sofre da doença de Parkinson. A revelação foi feita em entrevista ao programa "Good Morning America", e o músico conta que o diagnóstico tenha sido dado em meados de 2019 depois de uma queda violenta de noite na casa de banho de sua casa.

"Estava muito escuro quando caí. Fui à casa de banho e caí. E assim que caí fiz um enorme estrondo no chão. Lembro-me de estar deitado no chão e pensar: 'Bem, agora é que conseguiste mesmo [referindo-se aos vários problemas de saúde que já o obrigaram a ser seguido no hospital].' Mas estava calmo. Foi a Sharon quem chamou a ambulância depois de me encontrar no chão e a partir daí foi sempre a descer. Foi o ano mais longo, doloroso e miserável da minha vida", revelou o músico.

Pode estar para breve o regresso dos AC/DC aos concertos e aos discos
Pode estar para breve o regresso dos AC/DC aos concertos e aos discos
Ver artigo

Segundo conta, o período de recuperação terá sido a pior parte pós-queda e que o deixou com mazelas no corpo para sempre. "Tem sido muito difícil para nós. Tive de ser operado ao pescoço e isso mexeu com todos os meus nervos. E além disso descobri que tenho uma ligeira variação de Parkinson", explica.

Sharon Osbourne, mulher de Ozzy Osbourne, diz que se trata de Parkinson do tipo 2, uma das muitas variações da doença. "Trata-se de Parkinson tipo 2. Esta doença não é uma sentença de morte, mas é verdade que afeta o sistema nervoso. É como se tivéssemos um dia bom e, logo a seguir, outro muito mau."

Ainda na mesma entrevista, Ozzy Osbourne revela que tem de tomar uma série de medicamentos decorrentes da queda que deu em 2019. "Tomo muitos comprimidos, principalmente pela operação que fiz ao pescoço. Depois da operação tenho sentido dormência no braço e as minhas pernas deixam de responder. Não sei se isso tem que ver com o Parkinson ou não. É esse o problema. Como eles cortarem alguns nervos durante a operação, ficou uma sensação estranha."

Apesar disso, O músico garante que está mentalmente mais estável e garantiu aos fãs que podem contar com ele para digressões futuras. E a verdade é que depois de ter adiado os concertos a solo de 2019, a nova tour começa já em maio.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.