Aos 23 anos, Joana Pedro decidiu torna-se empreendedora e criar a sua própria marca. A jovem, licenciada em jornalismo e estudante de mestrado em Relações Públicas, achou que estava na altura de colocar em prática tudo o que tinha aprendido nas suas áreas de formação e comunicar assim um projeto que fosse seu e tivesse uma história.

Em maio deste ano nasceu a Ana Maria: uma marca de acessórios para o cabelo que homenageia uma avó e a história de uma família de origens africanas. Neste projeto, que conta apenas com três meses de existência, Joana pretende destacar as cores e os traços africanos nos acessórios que realçam a beleza e personalidade de quem os usa.

Laurência. Esta nova marca de swimwear algarvia tem biquínis reversíveis do XS ao XL
Laurência. Esta nova marca de swimwear algarvia tem biquínis reversíveis do XS ao XL
Ver artigo

"O que eu queria fazer era trabalhar um conceito e não só uma marca. Todos os tecidos têm nomes de alimentos africanos dos quais a minha mãe sempre falou. Toda a comunicação é baseada em momentos e memórias porque é isso que a minha mãe me transmite. Eu queria que as pessoas se ligassem à Ana Maria e não apenas a uma marca de acessórios", conta a jovem em entrevista à MAGG.

"A verdade é que eu acho que primeiro quis a marca e depois pensei o que fazer. Na altura do confinamento deste ano eu estava em casa e, durante algumas pesquisas que fiz, percebi que os lenços iam ser uma tendência e vi aí uma oportunidade de negócio. O que fiz depois foi começar logo a pesquisar tecidos para criar a minha marca de lenços e acessórios para o cabelo", diz. Quanto ao conceito, sempre o quis ligar à história da família porque cresceu a ouvir as histórias da mãe sobre a avó que nunca chegou a conhecer em vida.

Atualmente a marca tem disponível três padrões (mandioca, jinguba e annona) e três modelos de acessórios (bandana, fita e scrunchie). O facto dos artigos serem todos feitos à mão, e mediante a necessidade, faz com que seja preciso encomenda e com que o tempo de entrega por vezes possa demorar alguns dias.

Dupla. A nova marca portuguesa confortável e cheia de estilo criada por duas amigas
Dupla. A nova marca portuguesa confortável e cheia de estilo criada por duas amigas
Ver artigo

Todos os artigos da Ana Maria são costurados por uma amiga da família que ficou desempregada durante a pandemia. Para já, os acessórios são apenas para o cabelo, mas Joana refere que daqui para a frente isso pode mudar. "Eu quero usar a Ana Maria para crescer e aprender."

Apesar de lançada há apenas três meses, Joana conta que as vendas têm corrido muito bem e que nunca pensou que as coisas atingissem esta dimensão tão rápido. A juntar a tudo o que tem vindo a desenvolver até agora, este mês a marca deu mais um passo — desta vez solidário.

"Sempre quis que a Ana Maria fosse mais do uma marca e por isso quis associar-me a uma causa e algo que pudesse fazer realmente a diferença. Pesquisei associações ligadas ao nosso conceito e quando descobri a APOIAR decidi logo que ia ser aquela", conta, referindo que a zona de atuação da associação é inclusivamente numa das áreas onde a mãe cresceu. Desta forma, este mês, 15% das vendas de qualquer artigo da Ana Maria vão ter como destino a APOIAR - Associação Portuguesa de Apoio a África. 

Os preços dos artigos da Ana Maria variam entre os 4€ e os 15€ e para que lhe cheguem a casa basta fazer a encomenda através da página de Instagram da marca.

Percorra a galeria e conheça alguns dos artigos da Ana Maria.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.