Deixando para trás os dias quentes de praia e verão, a marca brasileira de swimwear Galpão 51 apresenta a "Tranquila Mente", uma coleção de comfortwear repleta de tie-dyes, que se propõe a trazer a atmosfera descontraída e sem preocupações do estilo de vida carioca para o outono/inverno português. 

Com o objetivo de inspirar o bem-estar, o conforto e um estilo de vida saudável em qualquer ambiente, a nova coleção da Galpão 51 é composta por quatro modelos de sweatshirts, três modelos de calças e três modelos de calções, todos eles únicos e produzidos artesanalmente.

Galpão

“O lançamento desta coleção relaciona-se também com o ‘novo normal’ que estamos a experienciar, que criou novas rotinas e em que se tornou, ainda mais importante do que o habitual, estar confortável em casa. Por esse motivo, a Galpão 51 lança a Tranquila Mente, com o intuito de ajudar a criar um refúgio pessoal, ao proporcionar momentos de relaxamento e bem-estar neste contexto atual tão desafiante”, afirma Inês Pereira da Costa, co-fundadora da marca em Portugal.

Tendência loungewear. 30 peças para usar quando não quiser (ou puder) sair de casa.
Tendência loungewear. 30 peças para usar quando não quiser (ou puder) sair de casa.
Ver artigo

Provenientes de diversas partes do mundo, os corantes utilizados resultam em cores especiais, como o verde, o lilás, o azul e o bege que foram escolhidas por transmitirem calma. Mas nem só de tie-dyes se faz o comfortwear da marca, pelo que é possível encontrar nestas peças de vestuário bordados do mantra “tranquila . mente // mente . tranquila” e da cadeira de praia típica do Rio de Janeiro.

“À semelhança da linha de biquínis e fatos de banho da Galpão 51, o processo de tie-dye é todo feito à mão, num pequeno atelier no Rio de Janeiro: primeiro as peças são amarradas para se definir a forma do tie-dye, posteriormente são tingidas uma a uma e, finalmente, passam pelo processo de fixação do tingimento”, afirma Joana Silveira Machado, co-fundadora da marca em Portugal.

Este processo é o coração da marca e está sempre presente em todas as coleções, resultando em peças únicas e diferentes, e numa proposta original que não se vê em Portugal, nem em nenhum outro país da Europa. 

A Galpão 51 chegou a Portugal em 2018, pela mão de duas empreendedoras portuguesas, Joana Silveira Machado e Inês Pereira da Costa. No decorrer dos sete anos em que viveram no Brasil, as jovens amigas conheceram e apaixonaram-se pela Galpão 51, acreditando que a energia e identidade única da marca – que se espelha em swimwear de qualidade, com tie-dyes originais e cortes simples que facilitam as linhas do bronzeado – seria ideal para acrescentar mais cor ao verão português.

Galpão
Joana Silveira Machado e Inês Pereira da Costa, responsáveis pela marca em Portugal

Eram fãs da marca quando viviam no Brasil e, em 2018, começaram as conversações para trazer a Galpão 51 para Portugal e, apesar de ter começado como um "side business" para ambas quando regressaram a terras lusitanas, a intenção foi sempre de crescer.

Crocs com pêlo e Ugg chinelo. A moda dos chinelos entrou noutra dimensão
Crocs com pêlo e Ugg chinelo. A moda dos chinelos entrou noutra dimensão
Ver artigo

"Há sempre espaço no mercado para uma marca com uma proposta de valor como a nossa, desde a qualidade dos tecidos aos próprios cortes mais simples, passando pelo diferencial do tie-dye", diz Inês.

Atualmente, a marca é tão brasileira quanto portuguesa e as co-fundadoras da Galpão 51 em Portugal referem que, num futuro próximo, o seu plano será ultrapassar as fronteiras nacionais e fazer chegar a marca carioca a outros países europeus.

A Galpão 51 foi criada no Rio de Janeiro por Maria Lara Belfort, em 2014, num armazém – galpão no vocabulário brasileiro.

Disponível nos tamanhos S, M e L, e com PVP’s entre 47€ e 65€, a coleção Tranquila Mente já está disponível no site de e-commerce da Galpão 51 e na loja multi marcas "Nossa Concept" no Bairro Alto.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.