O tipo de alimentação, longos períodos sem comer, tabagismo, excesso de álcool, doenças sistémicas e problemas relacionados com o sistema digestivo podem estar na origem do mau hálito: um desconforto que afeta grande parte da população e que nem sempre está relacionado com uma higiene oral pouco eficaz.

73,4% das crianças até aos 6 anos nunca vão ao dentista. Dados preocupam profissionais
73,4% das crianças até aos 6 anos nunca vão ao dentista. Dados preocupam profissionais
Ver artigo

Contudo, também uma higiene cuidada é essencial para evitar que tal desconforto surja, uma vez que a falta destes bons hábitos pode levar à "proliferação das bactérias na cavidade oral, originando um odor desagradável", explica Manuela Castro, higienista oral na MALO CLINIC Porto.

"É comum que, em algum momento, já todos tenhamos experienciado a sensação de mau hálito. Contudo, se este persiste e interfere na qualidade de vida e na autoestima, deve visitar o seu médico dentista ou higienista oral para procurar aconselhamento", refere a especialista.  Contudo, há sempre algumas dicas básicas que pode adotar no seu dia a dia para que este desconforto não continue.

Para quem sofre de mau hálito, a higienista deixa cinco dicas.

1- Escovar os dentes frequentemente, sem esquecer a língua

"Para conseguir uma boca saudável, é essencial escovar os dentes com uma pasta fluoretada [com flúor], pelo menos, duas vezes ao dia e utilizar fio dentário diariamente. Em alguns casos, pode ser indicado o uso de um elixir sem álcool. Contudo, a língua é uma das zonas que mais acumula bactérias e não pode ficar de fora da rotina de higiene oral, usando um raspador de língua."

2 - Ter hábitos alimentares saudáveis

"Pensa-se que apenas alimentos com um sabor mais forte, como o alho ou a cebola, poderão ser causadores de maus odores. Contudo, alimentos ácidos, refrigerantes, café, lacticínios, entre outros, também contribuem para o desenvolvimento da halitose."

3- Manter a boca humedecida

"Uma vez que a saliva ajuda a manter a boca higienizada, aquando da sua diminuição a proliferação de bactérias é maior e consequentemente o mau hálito poderá surgir. Assim, beber muita água e ao longo do dia ajuda a estimular a produção de saliva e a manter a boca húmida."

4- Evitar o tabaco e bebidas alcoólicas

"Além dos inúmeros problemas de saúde que provoca, o tabaco, devido às substâncias nocivas que contém, contribui para a alteração dos tecidos da boca e para a diminuição da produção de saliva, provocando a halitose, bem como o consumo excessivo de álcool."

5- Não ficar mais de três horas sem comer

"O ideal é comer a cada três horas, pois a ingestão não só estimula a produção de saliva, como evita que o organismo, se estiver em jejum há demasiado tempo, começa a queimar gordura e produzir ácidos, que automaticamente se transformam em mau hálito."

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.