Os brinquedos sexuais fazem por si só a temperatura do corpo subir, mas há um novo que leva essa sensação a outro nível. Chama-se Hot Lover, da Satisfyer, e promete uma maior capacidade de atingir um orgasmo a sós, com companhia, ou com o parceiro/a à distância.

Este novo vibrador tem triplas vantagens que podem ser usadas de forma independente: primeiro, uma haste que estimula o ponto G; segundo, um pequeno estimulador do clítoris; terceiro, a funcionalidade de aquecimento da haste até aos 39ºC. "Não só garante uma maior sensação de prazer e uma maior capacidade de orgasmo, como também uma experiência realista, semelhante ao corpo humano", garante a marca.

5 apps para apimentar a relação durante o confinamento
5 apps para apimentar a relação durante o confinamento
Ver artigo

O brinquedo sexual com aquecimento é ideal para inverno, mas é bem possível que antes de ativar a função de aquecimento que transmite uma sensação de calor humano, já sinta o corpo quente com um dos 12 programas predefinidos, com ritmos de vibração intensos, que podem ser ativados manualmente ou através da app Satisfyer Connect, com controlo remoto (disponível para Android e Apple iOS).

Se a dois o Hot Lover deixa um quarto em chamas, individualmente o novo brinquedo dispensa qualquer aquecedor — que só aumenta a conta da energia. Só vai precisar do aparelho e, para adicionar alguns extras, da app ligada ao Spotify para "experimentar orgasmos intensos ao ritmo" das suas músicas preferidas ou das que marcaram as tendências no último ano.

O Hot Lover também é à prova de água, o que significa que pode levá-lo para o banho sem se preocupar com danos no aparelho. 

No Hot Lover foi tudo pensado ao pormenor, dado que até inclui um modo silêncio e um formato com cores estéticas. Está disponível em rosa, rosa-menta e cor de pele e custa 59,95€ na loja online.

Hot Lover
Hot Lover créditos: divulgação

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.