Já sabemos que devemos recolher a água que vai correndo enquanto esperamos que aqueça para o banho, que há torneiras que ajudam a gastar menos água nas várias divisões da casa e que lavar a loiça na máquina gasta menos litros de água do que lavar à mão. Mas que práticas devemos ter no jardim que é a zona responsável por grande parte do consumo de água numa casa, principalmente no verão?

Nunca a sustentabilidade e as questões relacionadas com a proteção do meio ambiente foram tão faladas como nos últimos anos, especialmente num momento em que as nossas casas e jardins se tornaram nos espaços onde passamos mais tempo. E falar em sustentabilidade implica, inevitavelmente, falar em poupar água, que é um recurso que está a esgotar-se mais rapidamente do que poderíamos imaginar. 

Atualmente, e segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), cada pessoa gasta, em média, 110 litros de água por dia. Em Portugal, segundo o Portal da Água, estima-se que o valor ronde os 190 litros diários, por pessoa. Isso significa que, continuando a este ritmo, em 2025 deixaremos de ter água suficiente para a agricultura.

E se há zona da casa onde gastamos facilmente vários litros de água por dia, é no jardim. Seja em hortas, a regar a relva, em limpezas ou até mesmo com piscinas, o jardim é dos espaços em casa que requer mais manutenção, e essa manutenção envolve, naturalmente, utilizar água. Este gasto aumenta ainda mais quando entramos nos meses mais quentes, já que é nesta altura que precisamos de regar mais vezes a relva, a horta e utilizamos água até  para nos refrescarmos. 

Poupar água no jardim pode, à partida, parecer desafiante, mas existem várias soluções que pode pôr em prática. No final, para além de ter uma atitude mais sustentável, vai conseguir poupar algum dinheiro na conta da água.

Conheça cinco formas simples de poupar água no seu jardim durante este verão. Com a ajuda da LEROY MERLIN mergulhe num verão mais sustentável. Se não tiver jardim, não se preocupe porque pode poupar água noutras divisões da casa. Descubra o Guia para uma casa mais sustentável com ideias e conselhos para poupar água e energia tanto dentro de casa como no jardim.

1) Crie um jardim que não necessite de ter muita água

Se está a pensar fazer mudanças no seu jardim, opte por soluções que não precisem de muita água. Plantas autóctones que não precisem de muita rega, relva natural de baixo consumo hídrico ou, se preferir, relva artificial, uma alternativa cómoda e que não precisa de água.

Pode ainda optar por colocar pedras decorativas que, além de não precisarem de rega, ainda previnem o aparecimento de ervas daninhas, o que faz com que não tenha de utilizar tantos pesticidas no seu jardim.

Além disso, se tiver mesmo de regar, escolha sempre fazê-lo nas horas mais frescas, para evitar que a água seja absorvida mais rapidamente com o calor.

2) Escolha um sistema de rega eficiente

Para fazer um uso mais racional da água, os sistemas de rega  são muito eficientes, e permitem uma grande poupança face à rega manual. O sistema que escolher depende sempre das características do jardim. Pode optar por um sistema de rega enterrada, ou por uma solução gota a gota caso tenha árvores e outras plantas, ou por um sistema de exsudação — um tipo de rega contínua —, caso tenha uma horta.

Com os sistemas de rega automática vai conseguir poupar tempo, já que não tem de estar preocupado em regar, mas também água, uma vez que estes sistemas utilizam apenas a quantidade necessária podendo sempre alterar a duração e a frequência da rega de forma simples e em função da estação do ano. Além disso, ao utilizar um sistema de aspersores eficiente, consegue poupar até 25% de água na sua rega.

3) Limpe o seu espaço exterior com lavadoras de alta pressão

Geralmente, quando temos de limpar o jardim ou outras áreas exteriores, utilizamos uma mangueira e vamos deitando água para onde precisamos.

As lavadoras de alta pressão são mais eficientes para lavar vários tipos de pavimento, desde cerâmica a pedra, até piscinas ou mesmo fachadas. Por utilizarem pressão, estas máquinas têm a capacidade de limpar mais facilmente as superfícies, permitindo gastar até menos 70% de água em relação às mangueiras. 

4) Aproveite a água da chuva

Se aproveitamos a água de aquecer o duche, porque não aproveitar a água da chuva para regar as plantas do jardim ou até para limpar o exterior da sua casa? Para o fazer, só precisa de ter um sistema de caleiras que são instaladas no telhado e que conduzem a água até um depósito onde vai ficar armazenada e pronta a ser reutilizada. Os depósitos pluviais podem recuperar entre 80% a 90% da água da chuva que cai do telhado pelas caleiras.

São muitas as vantagens: instalação rápida e fácil, poupança no consumo geral de água, reutilização da água na rega.

5) Cuide da água da sua piscina

Quem tem piscinas sabe o quanto custa retirar toda a água e voltar a encher. São muitos litros gastos quando, muitas vezes, a água só precisa de ter o tratamento certo. E este tratamento deve ser feito tanto durante os meses de verão, como no inverno. Poupar água da piscina é fácil.

Conhecer bem as características do tratamento, selecionar de forma correta os componentes que permitem poupar e escolher um bom método de desinfeção são fundamentais para aproveitar ao máximo sem se preocupar com as despesas. Ter um bom sistema de filtragem e de desinfeção é fundamental para manter a água da piscina em boas condições. Por outro lado, também deve ter em atenção o cloro e o pH, que devem estar sempre equilibrados de forma a prolongar a vida da água da sua piscina.

Além disso, também é importante investir numa cobertura para a sua piscina. Isto porque, durante os meses mais quentes, a água vai evaporar lentamente, e a longo prazo vai ter de voltar a encher a sua piscina. Utilizando uma cobertura vai conseguir evitar este gasto em cerca de 70%. Com a cobertura pode aumentar a temperatura da água durante o dia e reduzir o seu arrefecimento à noite e  protege a sua piscina da sujidade.

A LEROY MERLIN quer ajudá-lo a realizar pequenas mudanças no jardim lá de casa para ter um espaço exterior mais sustentável.

As soluções para uma casa mais sustentável existem, agora depende de si implementá-las.

A SUA CASA PODE SER MUITO MAIS, COM A LEROY MERLIN.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.