Um beijo nos lábios é um ato bastante carinhoso e pessoal, porque estamos o mais próximos possível de quem gostamos. Mas e se lhe disséssemos que já nem sequer precisa de estar junto a essa pessoa para trocar umas beijocas? É que, na China, foi criado um dispositivo que permite simular essa carícia à distância.

A engenhoca, patenteada pelo Changzhou Vocational Institute of Mechatronic Technology, é composta por lábios de silicone quentes, que se movem, e é por isso que é capaz de imitar um beijo real. Isto tudo graças ao facto de estar equipada com uns sensores tecnológicos que lhe permitem replicar a pressão, o movimento e a temperatura dos lábios de quem a estiver a utilizar, segundo a "CNN".

A Unicskin já chegou a Portugal. Conheça os produtos da marca que junta beleza e tecnologia
A Unicskin já chegou a Portugal. Conheça os produtos da marca que junta beleza e tecnologia
Ver artigo

Mas como é que duas pessoas conseguem beijar-se uma à outra à distância? Então, os utilizadores precisam de descarregar uma aplicação no telemóvel, ligar o dispositivo à porta de carregamento e emparelharem-se. Depois, os casais podem iniciar uma videochamada e transmitir réplicas dos seus beijos – e, além do movimento, até o som que o utilizador faz pode ser transmitido.

"Na universidade, estava numa relação à distância com a minha namorada, por isso só tivemos contacto um com o outro através do telefone. Foi aí que teve origem a inspiração deste dispositivo", revelou Jiang Zhongli, o principal inventor desta inovação, citado pela "CNN". Por isso, a premissa passa por permitir aos casais à distância ter alguma intimidade física – e tem um custo de 288 yuan (cerca de 40€), no Taobao, um dos maiores sites de compras da China.

Ainda que o propósito principal incida sobre a vida de casal, nem só disso se faz a festa. Este dispositivo também permite que os utilizadores se emparelhem anonimamente com desconhecidos na função "quadrado de beijo" da aplicação. A par disso, quem quiser também pode deixar os seus beijos disponíveis para descarregamento na aplicação, fazendo com que outros possam experimentá-los.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.