Daniela da Silva, de 28 anos, abandonou o "Hell's Kitchen", da SIC, após se ter sentido mal durante uma prova de grupo na cozinha infernal de Ljubomir Stanisic. Em entrevista à MAGG, a empresária e gestora financeira conta tudo o que se passou no momento em que foi hospitalizada e como se encontra atualmente.

A cozinheira começou a sentir-se mal dias antes daquele serviço, que acabou por abandonar devido às fortes dores abdominais. Teve de recorrer à equipa de bombeiros que estava em estúdio e soube que tinha a tensão muito baixa, o que a levou ao hospital.  "Tinha um quisto nos ovários que estava a rebentar. Aconselharam-me a ficar em repouso e a não fazer grandes esforços", revela.

Daniela desiste do "Hell's Kitchen" após ser levada ao hospital. "Saio porque não me sinto bem"
Daniela desiste do "Hell's Kitchen" após ser levada ao hospital. "Saio porque não me sinto bem"
Ver artigo

A situação acabou por ficar resolvida, com a administração de medicação específica para fazer com que o quisto desaparecesse. Daniela garante que está "ótima", apesar de se sentir "triste" por ter abandonado o programa da estação de Paço de Arcos por este motivo.

"Preferia ter sido expulsa pelo chef, era sinal que tinha errado. Deixa-me triste sair assim porque já estava a evoluir em relação aos primeiros episódios, estava muito mais à vontade na cozinha", confessa a empresária, acrescentando que nunca havia estado numa cozinha desta dimensão.

Para além da cozinha, a pressão foi uma das suas maiores dificuldades no "Hell's Kitchen". Daniela explica à MAGG que está habituada a lidar com vários tipos de pressão, mas por ser uma pessoa mais calma gosta de estar concentrada na cozinha no seu espaço. Ainda assim, afirma que se habituou à confusão e a lidar com Ljubomir.

"No início, eu e o chef tivemos um choque porque temos personalidades muito diferentes. Sou recatada e ele é uma pessoa mais explosiva. Mas aprendi a gostar do chef e hoje em dia gosto mesmo da maneira como trabalha. Em muitas situações, acho que é preciso ser assim", diz.

"Trouxe muitos amigos do programa"

Daniela considera que terá sido a concorrente que conseguiu estabelecer amizade com todos os colegas e explica que alguns desentendimentos na cozinha são normais. "Trouxe muitos amigos do programa. Fomos um bom grupo e não houve grandes conflitos, acabámos por nos dar bem. Havia aqueles desentendimentos normais, que surgem em qualquer local de trabalho", refere.

Na casa onde os participantes partilharam não só o espaço, mas também alguns momentos da sua vida, Daniela diz que o ambiente era bom. "A rotina na casa era normal, estávamos tão cansados de gravar durante várias horas que ficávamos esgotados. Dormíamos até tarde sempre que possível. Preparávamos o almoço e o jantar na cozinha, onde convivíamos mais uns com os outros. Mas também havia aqueles momentos para descontrair um bocadinho, jogar, ouvir música ou ver filmes e séries", revela.

Abrir bar de sobremesas é o grande objetivo

Aos 28 anos, Daniela soma duas licenciaturas, uma em marketing e outra em comunicação empresarial. Tem também uma pós-graduação em marketing digital e empreendedorismo e outras formações em gestão financeira. Com todas estas valências, tem sido a pessoa responsável pela gestão financeira das empresas da família e, ao mesmo tempo, da sua empresa de catering.

Em breve, o objetivo é dedicar-se apenas à Miss Blueberry, devido ao elevado número de encomendas que tem tido. Mais tarde, pretende abrir um bar de sobremesas. "De momento, continuo com a minha empresa de catering, em que as encomendas têm sido uma loucura. Como viram no 'Hell's Kitchen', adoro pastelaria e o meu sonho é ter um bar de sobremesas", revela.

Mas como é que Daniela tem tempo para conciliar tudo isto? A empresária responde e garante que muitas vezes trabalha mais de 12 horas por dia. "A gestão do tempo é muito complicada, faço muito mais de 12 horas de trabalho. São sete dias por semana nisto, mas claro que uma pessoa não pode viver só para o trabalho", frisa.

E Daniela remata: "Decidi que está na altura de me dedicar só à cozinha. A minha profissão de gestora financeira está a ficar de lado e, nas próximas semanas, talvez acabe mesmo".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.