32 anos depois da estreia no Brasil, "Pantanal" está de volta ao pequeno ecrã. Desta vez numa adaptação há muito aguardada, feita pela rede Globo, e que chega à SIC na próxima segunda-feira-feira, 2 de maio.

A versão original de "Pantanal", escrita por Benedito Ruy Barbosa, foi uma produção da extinta Rede Manchete. Estreou no Brasil em 1990 e em 1995 em Portugal, tendo sido exibida na RTP1. É, até aos dias de hoje, considerada uma das melhores novelas brasileiras, a par de "Roque Santeiro", "Vale Tudo" e "Avenida Brasil".

A versão original contava com um elenco de luxo: Cristiana Oliveira era a personagem principal, Juma Marruá. Cláudio Marzo era Zé Leôncio e também o Velho do Rio, Marcos Winter interpretava Jove e Paulo Gorgulho era Zé Lucas. Marcos Palmeira, José de Abreu, Nathália Timberg e Marco Caruso também faziam parte da trama.

A nova história, escrita por Bruno Luperi sofreu adaptações em relação à versão original, e centra-se na vida de Joventino (Irandhir Santos) e do filho José Leôncio (Renato Góes / Marcos Palmeira). Depois de Joventino desaparecer, José Leôncio fica aos comandos da fazenda no Pantanal e, no Rio de Janeiro, conhece Madeleine (Bruna Linzmeyer / Karine Teles), com quem se casa. Os dois mudam-se para o Pantanal onde nasce Jove (Jesuíta Barbosa). Mas Madeleine não se adapta à vida na fazenda e regressa ao Rio de Janeiro, levando Jove.

Juliana Paes está infetada com COVID-19
Juliana Paes está infetada com COVID-19
Ver artigo

Com a partida de Madeleine, Filó Leticia Salles / Dira Paes) revela a José Leôncio que Tadeu Lucas de Oliveira Santos/ Gustavo Corasini/ José Loreto) é seu filho. Duas décadas passam e, no Pantanal, dá-se o encontro entre Jove e Juma Marruá (Alanis Guillen), filha de Maria Marruá (Juliana Paes) e Gil (Enrique Diaz), e desse encontro nasce a grande paixão da trama.

Jove ( Jesuita Barbosa ) e Juma ( Alanis Guillen )
Jove ( Jesuita Barbosa ) e Juma ( Alanis Guillen ) créditos: Globo

Apesar de ter uma participação curta na nova versão de "Pantanal", Juliana Paes impressionou os telespectadores brasileiros (a novela já está a ser exibida pela rede Globo), pela transformação física a que se submeteu. Graças à caracterização, a atriz de 43 anos surge visivelmente envelhecida na segunda fase da novela.

Veja as fotos

Além das histórias de amor e vingança, "Pantanal" recupera a mensagem já transmitida na versão original da década de 90, quando o tema da ecologia começou a estar na ordem do dia: a necessidade de proteger a natureza. O grande protetor das terras e dos animais do Pantanal é o Velho do Rio (Osmar Prado), que se transforma em animal, uma sucuri (assim como Juma e Maria Marruá se transformam em onças).

Velho do Rio (Osmar Prado)
Velho do Rio (Osmar Prado) créditos: Globo

Os exteriores da nova versão de "Pantanal" foram gravados nos mesmos locais onde a versão original se passou. Uma empreitada magnânima, uma vez que os locais de gravações ficavam a quatro horas da cidade mais próxima e não tinham qualquer apoio logístico prévio. "Foram 12 caminhões para contemplar todo o material de produção, produção de arte, cenografia, figurino, caracterização e tecnologia - estimamos algo em torno de 144 toneladas de material. Tivemos que fazer o transbordo para caminhões 4X4 a fim de levar para dentro do Pantanal. Para cada caminhão baú, usávamos em média três ou quatro caminhões 4X4", explica a diretora de produção Luciana Monteiro, em comunicado enviado pela Globo.

A novela promete mostrar imagens impressionantes do Complexo do Pantanal (no estado brasileiro do Mato Grosso), região considerada pela UNESCO como Património Natural Mundial e Reserva da Biosfera

"Pantanal" estreia a 2 de maio na SIC e é exibida em horário nobre, após as novelas "Por Ti" e "Amor Amor".

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.