José Rodrigues dos Santos é, além de pivô da RTP, um dos mais populares escritores portugueses e as suas obras de ficção, onde a História está sempre presente, vendem milhões por todo o mundo. Agora, o jornalista vai ver um dos seus livros transformado em série. O anúncio foi feito esta quinta-feira, 10 de setembro, na apresentação da nova grelha de programas da estação pública de televisão.

"Estamos a trabalhar num projeto com o José Rodrigues dos Santos. Já falamos sobre isto há muito tempo. A ideia é que o desenvolvimento deste projeto dê origem a uma série de seis episódios a partir de um dos livros mais importantes e televisivos, em termos de adaptação, que ele tem", começou por revelar José Fragoso, diretor de programas da RTP.

José Rodrigues dos Santos salientou que o seu trabalho "como ficionista não é fazer televisão nem cinema". E relembrou como nasceu a ideia, há exatamente 12 anos. Numa altura em que, curiosamente, José Fragoso também era na altura diretor de programas da RTP, cargo que ocupou antes de rumar à TVI.

Os anos passaram-se, Fragoso voltou à RTP e, conta o jornalista, apaixonou-se pelo novo livro, "O Mágico de Auschwitz", que chega às livrarias dentro de 2 semanas. No entanto, a narrativa, passada durante a II Guerra Mundial e em cenários como a batalha de Leninegrado, fez com que o diretor de programas mudasse de ideias, devido aos custos de produção que o projeto implicava.

"Voltámos ao projeto inicial, que é a adaptação do romance onde nasce um personagem, que é o Tomás de Noronha", explicou o jornalista.

"É um thriller, que é uma tradição que não existe na televisão portuguesa"

Tomás de Noronha é o protagonista de dez livros de José Rodrigues dos Santos, o primeiro dos quais "O Codex 632". Será esta a obra a ganhar vida no pequeno ecrã. "O Codex 632 é o título que eu vou buscar a um manuscrito que existe na Biblioteca Nacional e que tem uma coisa estranha sobre Cristóvão Colombo. Este é um romance sobre Cristóvão Colombo e sobre os mistérios em torno dele".

O Codex 632
O Codex 632

O pivô explicou ainda que a série replicará também um dos temas centrais do livro, a relação de Tomás de Noronha com a filha, que tem Trissomia 21. "É um thriller, que é uma tradição que não existe na televisão portuguesa".

A série baseada em "Codex 632" será uma produção conjunta entre a SP Televisão e a RTP e só deverá chegar ao pequeno ecrã em 2022. Catarina Furtado, um dos rostos da RTP que conduziu a apresentação, questionou José Rodrigues dos Santos sobre a hipótese de fazer uma participação na série. "Era engraçado, admito, não era impossível".

José Rodrigues dos Santos segue assim as pisadas de autores de best sellers que viram as suas obras transformadas em ficção. O norte-americano Dan Brown, autor de livros como "O Código Da Vinci", "Inferno" e "Anjos e Demónios", todos transformados em filmes, Tess Gerritsen, cujos livros deram origem à série "Rizzoli and Isles", ou ainda a espanhola Dolores Redondo, cuja trilogia Baztán deu origem a 3 filmes, disponíveis na Netflix Portugal.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.