No serviço do "Hell's Kitchen" deste domingo, 18 de abril, os aspirantes a cozinheiros receberam no restaurante alguns rostos da SIC e ainda tiveram de preparar pedidos para serem entregues através de serviço delivery. Mas nem tudo correu bem e Jennifer, Ana Cristina, Ricardo e João tiveram de ir à eliminação.

Diogo falha prova de "Hell's Kitchen" devido a ressaca. "Bebi duas garrafas de vinho, ou três"
Diogo falha prova de "Hell's Kitchen" devido a ressaca. "Bebi duas garrafas de vinho, ou três"
Ver artigo

Ljubomir Stanisic decidiu que Ana Cristina deveria ser a primeira concorrente a abandonar a competição. "Gosto muito da senhora e tentei ensiná-la desde o primeiro dia. Acho que aproveitou o máximo, mas as suas capacidades técnicas não são suficientes", justificou o chef. "Aprendi que ele, apesar de ter uma postura de durão, é uma pessoa espetacular", disse a concorrente de 55 anos na sua despedida.

"Acho que não tens mais estrutura para te aguentares na equipa", continuou Ljubomir quando já todos pensávamos que não haveria mais expulsões esta noite. Mas o rosto do programa da estação de Paço de Arcos acabou por mandar embora Ricardo e Jennifer. Esta foi a primeira vez que três concorrentes são expulsos num só episódio.

Por fim, deixou o alerta ao grupo que tudo irá mudar na próxima emissão e que a postura de cada um na cozinha não tem sido a mais correta. Ana Cristina, Ricardo e Jennifer juntam-se aos outros quatro concorrentes já eliminados do "Hell's Kitchen": Ana Sofia, Raúl, António Pedro e Rafael Ribeiro.

Ana Cristina, de 55 anos, também conhecida por dona Ana, foi a concorrente mais velha da competição. É cozinheira no refeitório de uma fábrica na Mealhada. Estudou cozinha e pastelaria em Coimbra e fez depois várias formações em pastelaria e cake design.

Em contrapartida, Ricardo foi dos concorrentes mais jovens do programa. Tem 20 anos, é de Valado dos Frades, trabalha como cozinheiro no restaurante "Tasca do Joel" e diz não ter medo de fazer nenhuma tarefa na cozinha.

Jennifer tem 31 anos e é natural de Cabo Verde e vive no Cacém com o namorado. Está em Portugal há dois anos e meio, e, apesar das saudades do seu país, decidiu aventurar-se na cozinha. Um cancro da mama fez com que deixasse de conseguir movimentar um dos braços com agilidade.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.