A partir do mês de outubro, o canal ID vai emitir uma nova série documental. Cada episódio chega a cada domingo do mês, estreando a 2 de outubro às 22 horas. Chama-se "Mind of a Monster" e vai contar ao pormenor casos reais de assassinos em série.

O primeiro episódio vai abordar o caso de Jeffrey Dahmer, mais conhecido por "Canibal de Milwaukee". O serial killer foi responsável pela morte de 17 homens entre 1978 e 1991. Dahmer violava, torturava, dissecava e comia partes dos corpos de suas vítimas. Acabou ser condenado a 16 prisões perpétuas e, a 28 de novembro de 1994, acabou por ser morto por um recluso, na prisão.

"DAHMER". A série sobre o serial killer canibal que está a deixar toda a gente assustada
"DAHMER". A série sobre o serial killer canibal que está a deixar toda a gente assustada
Ver artigo

Ao longo de transcrições de interrogatórios, entrevistas reais dos próprios assassinos, testemunhas, familiares de vítimas e investigadores, vai ser explicado como é que a mente destes psicopatas funciona. "Matar era um meio para atingir um fim. Só queria ter a pessoa sob o meu controlo total. Mantê-la lá tanto quanto tempo quisesse", revela a sinopse oficial da série.

Os crimes e a história de Jeffrey Dahmer voltaram a receber atenção mediática muito por culpa da série "Dahmer", da Netflix, que está a ser um sucesso. Os dez episódios da minisérie de Ryan Murphy já estão disponíveis na plataforma de straming, e lideram o top de tendências da Netflix, tanto em Portugal como a nível internacional.

Para além deste produto de ficção, a conhecida plataforma também vai disponibilizar no catálogo uma minissérie documental, "Conversas com um Assassino: as Gravações de Jeffrey Dahmer", que estreia a 7 de outubro.

Quanto a "Mind of a Monster", que chega ao canal ID já este domingo, 2 de outubro, os quatro episódios seguintes ao da estreia vão focar-se em assassinos em série como "The Grim Sleeper" (9 de outubro), "The Butcher Baker" (16 de outubro), "The Green River Killer" (23 de outubro) e Aileen Wuornos (30 de outubro).

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.