A TVI não está a renovar os contratos de exclusividade a alguns rostos do canal. Pedro Fernandes será um dos apresentadores que não vai ver o seu contrato ser renovado pela estação de Queluz de Baixo, que está quase a terminar. Ainda assim, fica em aberto a possibilidade de vir a integrar novos formatos no futuro.

Manuel Luís Goucha e marido vão ter programa nas noites da TVI. Gravações já começaram
Manuel Luís Goucha e marido vão ter programa nas noites da TVI. Gravações já começaram
Ver artigo

O contrato do apresentador, que se mudou para a TVI em maio de 2019, tinha duração de um ano, tendo sido renovado no mesmo mês de 2020. Decorridos dois anos, Pedro Fernandes perde a exclusividade na sequência de um novo modelo de negócio que o canal tem estado a implementar.

A MAGG contactou a TVI para perceber em que consiste o novo modelo de negócio. "Nos últimos meses, o grupo Media Capital tem tomado uma série de iniciativas para preparar todas as suas empresas para os desafios futuros. Este novo modelo de negócio, inclui a reformulação e a redução do número de exclusivos na estação de televisão TVI", pode ler-se em nota enviada à MAGG.

"A TVI tem sempre as portas abertas para voltar a trabalhar com todos os profissionais da área de talento em trabalhos específicos. Esta nova política permite que os contratos de exclusividade sejam substituídos por acordos que durem o tempo em que o profissional está a trabalhar para a estação e simultaneamente permite investir na variedade e na formação de novos atores e apresentadores", acrescenta.

Sobre o programa "PH Neutro", que Pedro Fernandes iria apresentar na estação de Queluz de Baixo, não está previsto em grelha para os próximos tempos e a TVI irá produzi-lo quando entender que o deverá colocar no ar. "As grelhas de programação são dinâmicas e construídas com base no momento em que estamos a viver. As apostas da programação baseiam-se em diversas variáveis", conta fonte do canal à "Nova Gente".

Manuel Luís Goucha, Cláudio Ramos, Maria Botelho Moniz, Marco Horácio, Rita Pereira, Paulo Pires, Fernanda Serrano, Pedro Teixeira e Maria Cerqueira Gomes são alguns dos rostos da estação de Queluz de Baixo que continuam com contrato de exclusividade.

Pedro Fernandes rumou à TVI depois de se sentir "menos desejado" na RTP

Em maio de 2019, quando chegou à TVI, Pedro Fernandes estreou-se em antena como concorrente do "A Tua Cara Não Me É Estranha", apresentado por Maria Cerqueira Gomes. De outubro de 2019 e até maio de 2020 apresentou o concurso "Ver P'ra Crer", conduziu algumas emissões especiais do canal e mais recentemente participou no formato "Mãe Energia", em que Dolores Aveiro, mãe de Cristiano Ronaldo, é protagonista.

Quando rumou à TVI, o apresentador revelou que na RTP não tinha projetos em mãos e que as incertezas eram grandes por não ter um contrato de exclusividade. "Confesso que me sentia menos desejado, por não ter grandes horizontes. Havia uma grande incerteza em relação ao próximo formato que ia apresentar. Havia a hipótese de o 'Got Talent' voltar mas que não passava disso porque tinha sido adiado um ano. Mas não havia nada de concreto e não havendo um contrato de exclusividade com a RTP mais facilmente poderia assinar pela TVI", contou à "TV 7 Dias", em julho de 2019.

Apesar de antes de chegar à estação de Queluz de Baixo não ter contrato de exclusividade com a RTP, o apresentador somou vários programas de sucesso na estação pública. "5 Para a Meia-Noite", "The Big Picture" ou "Brainstorm" foram apenas alguns dos formatos que conduziu.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.