Ana Catharina desistiu do "Big Brother - Duplo Impacto" este domingo, 21 de fevereiro, após ter sido levada para o hospital devido a uma infeção urinária. A ex-concorrente contou aos jornalistas que teve a possibilidade de continuar em jogo, fechada no bunker para evitar um surto de COVID-19 na casa, mas recusou.

Tudo começou no último sábado, 20, quando a instrutora de ioga começou a sentir fortes dores no abdómen. "Comecei a sentir muitas dores no abdómen e a produção foi muito rápida", começou por dizer, referindo que foi assistida por um enfermeiro ainda dentro da mansão da Ericeira.

"Como não sabiam o que era, fui fazer análises ao hospital", explicou, a propósito daquela que deveria ser uma saída pontual da casa. No entanto, para poder continuar em jogo e tendo em conta que teve contacto com pessoas do exterior, a ex-concorrente teria de permanecer dez dias no bunker para prevenir um possível contágio de COVID-19.

Sem dúvidas se permaneceria ou não naquele espaço, Ana Catharina resolveu colocar um ponto final no jogo. "É muito difícil para um ser humano ficar ali trancado. É um ambiente claustrofóbico, ainda para mais estando doente. Não é o ambiente ideal para ficar e entrar na casa mais no final do programa não seria justo", disse.

Quanto ao seu estado de saúde, revela que não é uma infeção preocupante e que se encontra a recuperar. "Não foi nada sério, é uma infecção que estou a tratar e continuo a ser observada", afirmou, acrescentando ainda que os poucos dias em que esteve no programa foi completamente autêntica: "As coisas acontecem como têm de acontecer. Foram poucos dias, mas o importante é seguir em frente. Não foi nada programado, por isso acho que não deixei nada por fazer. Simplesmente, fui para lá viver a realidade de forma enclausurada".

Ana Catharina sofre pela coelhinha Xuxa. Mascote do "BB2020" luta contra doença crónica
Ana Catharina sofre pela coelhinha Xuxa. Mascote do "BB2020" luta contra doença crónica
Ver artigo

Estratégia no "Big Brother" e planos para o futuro

Quando entrou na casa, diz ter sido bem recebida pelos colegas e que não levou nenhuma estratégia para vencer o prémio final. "Foram todos muito educados e receberam-me muito bem. Estratégia eu nunca tenho, um reality show é um programa para conviver com outras pessoas e as coisas vão acontecendo. Estando no programa, é uma oportunidade para falar sobre veganismo e sobre animais que são explorados", frisou.

Apesar de confidenciar que teve algumas lembranças dos bons momentos que viveu no "BB2020", Ana Catharina é perentória em relação à atual edição: "Não sou o tipo de pessoa que entra em conflitos. Não me considero uma planta, sou uma floresta que quer espalhar alegria em qualquer lado que esteja". Isto porque a ex-concorrente recebeu algumas críticas sobre a sua relevância no "Big Brother - Duplo Impacto", em que o perfil dos participantes é mais "agressivo".

Agora, a instrutora de ioga quer dedicar-se aos projetos que tem em mãos. Ainda este mês, vai lançar um e-book sobre o pensamento, experiências de vida, relacionamentos, viagens, feminismo e muito mais.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.