Durante o diário de sexta-feira, 1 de outubro, o Big Brother anunciou em que moldes vai funcionar a dupla expulsão do próximo domingo, 3. O líder, Rui Pinheiro, vai escolher um dos nomeados para abandonar a casa, enquanto o outro corresponde à votação dos portugueses. A revelação foi feita no confessionário e, caso o concorrente a comunique a algum dos colegas, será expulso no lugar de um dos nomeados.

Joana foi traída duas vezes — e pela melhor amiga. Pai não apoia entrada no "Big Brother"
Joana foi traída duas vezes — e pela melhor amiga. Pai não apoia entrada no "Big Brother"
Ver artigo

Também ao final da tarde, Ana Morina foi nomeada a mais controladora, o que lhe valeu uma consequência para a gala — positiva ou negativa — conhecida, também, no próximo domingo. Na opinião d'A Pipoca Mais Doce, Rui vai escolher Morina, mas acredita que esta terá recebido uma imunidade por ser a mais controladora, não podendo ser expulsa.

Excluindo, assim, a concorrente das hipóteses, Ana Garcia Martins gostaria que a decisão recaísse sobre Joana ou Lourenço, uma vez que "qualquer um dos outros nomeados tem um papel mais preponderante do que eles".

Nos últimos dias, a comida tem estado no centro das discussões na casa, sobretudo depois de, por ordem do Big Brother, 50% do orçamento ter sido destinado a produtos vegetarianos. Ana Morina acredita que foi nomeada a mais controladora devido à sua preocupação com os bens alimentares.

"A mim custa-me que um grupo não tenha respeito pelas outras pessoas e que coma como se o mundo fosse acabar no dia seguinte. Faz-me muita confusão. (...) Eu aceito tudo, menos que as pessoas não pensem umas nas outras. E se isto foi controlo, pronto, então eu sou realmente a 'control freak' da casa", confessou entre lágrimas.

Rui Pinheiro acha que a colega está a interpretar de forma totalmente errada e tentou explicar: "Não tens que estar a a ver isso como uma crítica. Tu tens uma personalidade forte, gostas de ter as regras, és uma mulher de armas, és uma mulher inteligente e teres algum controlo sobre as coisas não faz de ti menos ou uma má pessoa".

Mais tarde, na sala do cubo, comparou-se com João Ligeiro, que se chateou com os colegas por causa da comida "e ninguém levou a mal". Tentando controlar o choro, Ana Morina ressalva que as suas intenções têm sido cuidar do grupo. "Uma mulher é capaz de não ser assim tão fácil, porque é a mãe. O pai tem sempre mais autoridade e a mãe é sempre a chata, é sempre a mandona", disse. Numa tentativa de acalmar a concorrente, a autoridade máxima da casa diz que a acha "uma mulher com muita força e muita garra".

Para A Pipoca Mais Doce, a escolha era tão previsível com a Débora ser eleita a mais chata da casa, mas não se deve à comida. Refere que Ana Morina é metediça e tem "um posicionamento muito forte, quer estar presente em tudo, quer saber tudo o que se passa, intervém mesmo quando não lhe é pedida uma opinião". Para a comentadora, a concorrente é, por vezes, "intrusiva" na forma como diz as coisas, desagradável e meio "azedinha".

A comentadora mencionou ainda que, segundo consta, a concorrente tem formação como atriz e questiona se estará a desempenhar um papel na casa e ironiza: "Óscar para Ana Morina". Ainda assim, Ana Garcia Martins não acredita em personagens durante três meses de jogo. "Eu acho que é ela, ela é assim (...) Aquilo que tu és acaba sempre por vir ao cimo".

Ana Morina, Aurora Sousa, Joana Schreyer, Lourenço Barcelos e Rui Baptista são os nomeados desta semana. Como já é habitual, a MAGG abriu uma sondagem para saber a opinião dos leitores.

Responda à sondagem aqui.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.