Depois de ter sido expulsa na gala deste domingo, 6 de dezembro, Joana falou com a imprensa, via Zoom, para fazer o balanço do percurso na casa do "Big Brother - A Revolução". A designer falou sobre a relação com Michel, a sua postura mais assertiva no jogo e ainda sobre os casais do reality show da TVI.

Apesar de ter sido nomeada várias vezes, a ex-concorrente diz que nunca pensou que tivesse de dizer adeus ao jogo. "Durante a semana, não pensei muito se ia sair, até porque já estive nomeada muitas vezes. Mas no início da gala, tive um pressentimento e até festejei a minha saída", começou por contar Joana.

"No início do 'Big Brother', nem sequer sabia onde estava. O programa correu muito mal numa fase inicial, foram muitos concorrentes expulsos e ficámos ali muito distraídos", frisou, fazendo uma análise geral do reality show. "Acabámos por atrasar um pouco o jogo", acrescentou.

Mas antes de entrar na casa mais vigiada do País, a designer confessou que começou a jogar logo nos castings. "Entrei neste programa a jogar e comecei a jogar logo nos castings. Fiz um esquema com o Michel para entrarmos e resultou, mas nunca tive nada com ele. Das poucas vezes que estivemos no mesmo sítio, foi em festas. Uma vez, fui beber sangria com ele e uns amigos, combinámos em entrar no programa e resultou. Enganámos a produção", admitiu.

Carina, André, Zena e Jéssica são os nomeados em risco de expulsão
Carina, André, Zena e Jéssica são os nomeados em risco de expulsão
Ver artigo

Aproveitando ainda para se referir à dinâmica do jogo, a ex-concorrente afirma que houve um "problema muito grave" desde o início. "Muita gente achava que estávamos no Jardim da Celeste ou no campo de férias da escola. Entrei a jogar e acho que os meus colegas não viram muito bem essa minha postura, mas na realidade não fui lá para fazer amigos. Os meus amigos estão cá fora e o meu objetivo era ganhar", revelou, acrescentando que nunca deixou nada por dizer e que até ia muitas vezes ao confessionário.

Os casais no jogo e o conflito com Rui Pedro

"Há muitos casais na casa, ainda para mais agora na fase final. Não ajuda a que o programa tenha interesse ou haja mais jogo. Se eu argumentar com a Zena, tenho de levar com o André. Já disse que acho que o pedido de namoro entre o André e a Zena foi jogo. Agora, eles começam a ter cada vez mais discussões. Também já soube que a Zena tem um namorado cá fora", comentou Joana a propósito da relação entre os concorrentes do "Big Brother".

Quanto ao conflito que teve na mansão da Ericeira com Rui Pedro, também ele ex-concorrente, afirmou que neste momento tem outros assuntos com que se preocupar. "Não falei com o Rui Pedro e neste momento tenho coisas mais importantes com que me preocupar do que com ele", admitiu a designer.

"Talvez no futuro lhe dê oportunidade para esclarecermos as coisas, ou não. O Rui Pedro deu muitos argumentos no jogo que não diziam nada. Eu cometi apenas um erro com a Andreia e pedi-lhe desculpas a ela, não ao Rui Pedro. Ele acusava-me de muitas coisas, mas também as fazia. Não sou falsa", garantiu.

No que diz respeito a quem poderá ganhar, Joana não tem dúvidas. "Quero que ganhe a Carina, mas acho que poderá ficar entre ela e o Pedro. Mas, por outro lado, já tive intuições em relação a expulsões e não posso dizer nada com certezas", explicou, até porque Carina ameaçou abandonar a casa na gala deste domingo.

"A Carina já me tinha avisado que ia fazer as malas ao mesmo tempo que eu e disse que se eu saísse que ela saía a seguir. Pediu que eu fosse ao estúdio e depois para ir à Ericeira buscá-la. Mas conseguiram convencê-la a ficar e espero que ganhe", frisou, depois de Carina ter ficado bastante indignada com a expulsão da amiga.

Pipoca Mais Doce homenageia Sara Carreira em direto no "Big Brother"
Pipoca Mais Doce homenageia Sara Carreira em direto no "Big Brother"
Ver artigo

Agora, fora da casa, Joana garante que está interessada no "Big Brother - Duplo Impacto", que tem estreia marcada para 3 de janeiro. "Estou super interessada e curiosa quanto ao novo 'Big Brother', atiro-me de cabeça se me convidarem. Gostava de entrar com a Jéssica Nogueira, que já sei que é uma grande apoiante minha, com o Diogo e também com a Soraia", confessou.

"Quem não queria ver lá dentro era o Rui Pedro ou o Pedro Soá, que são pessoas particularmente agressivas e que gostam de mostrar essa agressividade quando argumentam. Não é assim que se partilham mensagens", referiu a jovem de 21 anos.

Depois de ter mostrado no programa os seus traços de personalidade e aptidões profissionais, a ex-concorrente tem boas expectativas para o futuro. "Quis mostrar as várias áreas profissionais em que sou boa, bem como mostrar que a minha personalidade também me pode favorecer. Mostrei que sou divertida, forte e ainda mostrei a minha aptidão para a arte", afirmou.

"Sei que há pessoas muito interessadas nos meus quadros, mas ninguém os vendeu porque precisavam da minha autorização", disse, acrescentando que ainda não teve tempo para fazer um balanço sobre o seu ateliê, mas que o negócio é umas das preocupações após a participação no reality show.

Veja aqui os primeiros momentos de Joana fora do jogo.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.