Desconhecida de muitos telespectadores, apesar de ter milhares de seguidores nas redes sociais, Marie tem encantado o público que, diariamente, assiste a esta nova edição do "Big Brother Famosos", estando já entre os favoritos.

Esta quinta-feira, 3 de março, a jovem natural da Póvoa de Varzim falou abertamente sobre a sua luta contra a depressão. Em conversa com Mafalda Matos e Nuno Graciano, Marie contou que, durante uma fase, só comia alimentos crus porque acreditava que o crudivorismo "é que era a cena".  A jovem relembra que chegou a comer couves galegas cruas, diretamente da terra. "Eu tinha medo de tudo. Eu achava que se cozinhasse os alimentos, eles iam morrer".

Marie relembra ainda um episódio em que um tio a agrediu, tal era o desespero por ajuda. "Depois tinha um tio meu que estava super doente. Eu acordava a meio da noite com ele a esganar-me, a dizer que só eu o podia salvar. Isto aconteceu para aí três vezes. Eu achava que era a comida que o estava a fazer ainda mais doente", conta, explicando ainda que, como tinha "muitas depressões", só queria encontrar uma "cura".

Pai de Marie nega relação distante com a filha. "Todos os familiares a apoiam. Gostam todos dela"
Pai de Marie nega relação distante com a filha. "Todos os familiares a apoiam. Gostam todos dela"
Ver artigo

"Cheguei a tomar quatro antidepressivos porque a minha mãe metia-me em bué psicólogos e psiquiatras. Cheguei a ter cinco psicólogos diferentes ao mesmo tempo e não gostava de nenhum. Eu entrava lá e não falava. Eles diziam 'a sua filha não tem solução'. Eu estava farta, a minha vida não tinha descanso, a minha mãe estava sempre a meter-me em tudo", conta a influenciadora digital. Veja aqui esse momento.

Com uma educação conservadora, Marie relembra que nunca teve comportamentos que pudessem ser considerados desviantes, mesmo quando os pais não lhe permitiam atividades comuns aos adolescentes como, por exemplo, dormir em casa de amigos. "Eu nunca tinha fumado sequer um cigarro. Nunca faltei às aulas, não fazia nada. Na aldeia diziam que eu parecia um sem abrigo porque eu gostava de usar as camisas da minha avó. Mas eu não podia fazer essas coisas", explicou a Mafalda Matos e Nuno Graciano.

Quem quer ver expulso? Vote aqui na sondagem da MAGG.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.