Pedro Crispim pronunciou-se pela primeira vez em televisão sobre os insultos de que foi alvo por parte dos concorrentes do "Big Brother - Duplo Impacto". O consultor de moda aproveitou o "Extra" desta terça-feira, 12 de janeiro, para revelar o que pensa sobre os comentários homofóbicos proferidos dentro da casa mais vigiada do País.

"As pessoas magoam-nos se lhes dermos poder para isso, ela [Joana Diniz] a mim não me magoou", começou por dizer Pedro Crispim, acrescentando que "pode magoar alguém lá em casa" que não tenha a sua força ou que não esteja estruturado para ouvir este tipo de comentários.

O comentador do reality show da TVI afirmou ainda que é "lamentável" existirem este tipo de comentários no programa e que os concorrentes deveriam ser sancionados por isso. "Este comportamento da Helena Isabel e da Joana Diniz em relação aos comentadores é violento, gratuito e infundado", disse ainda sobre os comentadores serem constantemente visados dentro da mansão da Ericeira.

Pedro Crispim fala sobre a adolescência. "Tinha 2 letras 'G' na minha vida, era gay e gordo"
Pedro Crispim fala sobre a adolescência. "Tinha 2 letras 'G' na minha vida, era gay e gordo"
Ver artigo

"Nem a Joana nem a Helena passaram por um reality show onde eu, a Pipoca, a Susana ou a Fanny tivéssemos sido comentadores. Acho que eles deviam abandonar os comentadores enquanto conteúdo de conversa", frisou, referindo também que os participantes se deveriam focar noutros temas do jogo.

E o consultor de moda rematou: "Não faz sentido estarem sempre os comentadores a serem levados para as conversas. O trabalho deles não é comentar. Para esta estrutura funcionar tem de estar cada macaco no seu galho".

Veja aqui o momento.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.