Portugal já tem uma espécie de Airbnb dos barcos. Chama-se BoatLovers e foi lançada a 22 de setembro, a propósito dos 10 anos da marca HomeLovers, agência imobiliária com casas boutique que se mantêm fieis à identidade do local em que se inserem. Os empreendimentos continuam a fazer parte do projeto, mas agora há também barcos, que podem ser alugados por um dia para uma festa de amigos, um passeio em família, para passar a noite e adormecer com a ondulação, ou para comprar, com possibilidade colocá-lo à disposição de outras pessoas.

A ideia surgiu devido à elevada procura dos clientes da HomeLovers ao longo da última década e também por força das circunstâncias do último ano e meio. "A pandemia foi determinante, porque as pessoas ao saírem de barco estavam isoladas, sem ter contacto com ninguém, e podiam de facto estar em contacto com a natureza e o mar e usufruir de um dia diferente", refere Miguel Tilli, fundador e sócio da HomeLovers, que também pertence a Magda Tilli.

Eis o plano perfeito para o fim de semana: um passeio de barco no Tejo, com direito a gin
Eis o plano perfeito para o fim de semana: um passeio de barco no Tejo, com direito a gin
Ver artigo

Estavam então reunidos motivos para começar a navegar para outras áreas fora da habitação, que deram origem à BoatLovers. "Tem duas vertentes. A primeira é que pretendemos fazer da BoatLovers um Airbnb dos barcos. Em vez de se arrendar um apartamento, aluga-se um barco numa marina", começa por explicar Miguel Tili sobre os três barcos do projeto — um deles o barco-casa, com dois quartos e casa de banho para estadia e passeio —, que estão atracados nas marinas de Lisboa, Tróia e Algarve.

A segunda vertente diz respeito à possibilidade de alugar por um dia ou para pernoita barcos privados, que são entregues pelos proprietários à BoatLovers, de modo a obter algum rendimento sobre o investimento. "Funciona numa vertente não só de Airbnb, que podemos usar se o barco foi cabinado, mas também na vertente do passeio turístico ou sem ser turístico, com ou sem skipper [capitão de uma embarcação] se a dimensão do barco for de até sete a oito metros, que qualquer pessoa que tenha carta marítima pode conduzir", explica o co-fundador do projeto.

Até ao momento há cerca de 20 proprietários de embarcações interessados em disponibilizar os barcos, contudo, os papéis podem ser invertidos. Pode também comprar um barco através da BoatLovers e colocá-lo posteriormente à disposição da marca.

Podemos começar a falar da passagem de ano? Esta é na Madeira e ao estilo 007
Podemos começar a falar da passagem de ano? Esta é na Madeira e ao estilo 007
Ver artigo

Os barcos da BoatLovers proporcionam um dia único (ou, quem sabe, a noite de passagem de ano), ao qual pode acrescentar uma mota de água, uma aula de ski ou de wakeboard ou serviço de catering — tudo agilizado pela BoatLovers. O aluguer do barco custa desde 400€ por dia. Se optar por comprar um barco-casa, os valores podem começar nos 80 mil euros, de acordo com a tipologia, e o custo dos barcos de passeio vão depender da marca, refere Miguel Tili.

Em breve, além das marinas de Lisboa, Tróia e Algarve, a BoatLovers poderá também ter barcos em formato Airbnb e de passeio no Porto, na zona do Douro, na barragem do Alqueva e nos arquipélagos da Madeira e dos Açores. Para aceder à oferta da BoatLovers, basta enviar e-mail (hello.boatlovers@gmail.com).

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.