Alguns duram décadas. Outros duram mesmo para sempre. Por mais incrível que pareça, há comida que não se estraga mesmo (apesar de alguma perder características nutricionais ou de sabor). O truque está em saber conservá-la nos sítios certos e à temperatura ideal. Acredite, não é nada dificil e é bem provável que já o esteja a fazer. Da próxima vez que arrumar a despensa de casa, lembre-se desta lista do "Insider" com alimentos que a MAGG foi confirmar junto da nutricionista Bárbara Oliveira. É bem provável que tenha por lá alguns destes produtos e é bem possível que, sem saber, se desfaça deles sem necessidade.

Mel

Alimentos que duram uma década (ou muito mais) na despensa

Segundo o The National Honey Board, se estiver bem armazenado, num local com temperatura ambiente, o mel é capaz de durar décadas — mesmo se parecer cristalizado no topo. O que o torna tão resistente é o açúcar e o facto de não conter água, que impede a possibilidade do desenvolvimento de bactérias.

Sal marinho

Alimentos que duram uma década (ou muito mais) na despensa

O sal marinho — aquele que é natural, sem aditivos— não tem data de validade, ou seja, dura mesmo para sempre. O sal de mesa é diferente: perde a validade em cerca de cinco anos por causa dos suplementos químicos, como o iodo.

Arroz

Alimentos que duram uma década (ou muito mais) na despensa

Selvagem, branco e basmati não cozinhados duram, caso armazenados em recipientes sem oxigénio, 30 anos. Mas há um pormenor importante: só será quase eterno se o conservar numa temperatura igual ou abaixo dos quatro graus.

Feijões secos

Alimentos que duram uma década (ou muito mais) na despensa

Não, aqueles que vêm cozinhados em lata não duram para sempre e devem ser consumidos dentro do prazo de validade do rótulo. Já feijões secos, aqueles que estão no seu estado natural, nunca perdem validade ou sequer propriedades nutricionais. No entanto, e apesar de não ganharem substâncias tóxicas, ficam muito duros. Por isso, caso já os tenha há muito tempo, demolhe-os durante bastante tempo para só depois os cozinhar.

"Feijão, grão, leguminosas no geral secas nunca se estragam", diz Barbara Oliveira.

Extrato de baunilha

Alimentos que duram uma década (ou muito mais) na despensa

O extrato de baunilha nasce da infusão da fava desta planta aromatizante com o álcool. Ou seja, ao ter uma base alcoólica e não ter água, as bactérias não conseguem desenvolver-se. Isto faz com que este extrato — e outros do género — nunca se estraguem e percam a validade.

Molho de soja

Alimentos que duram uma década (ou muito mais) na despensa

Tecnicamente nunca perde a validade, ou seja, o molho de soja nunca fica estragado e nunca o fará ficar doente. Porém, segundo o "Insider", se exceder os três anos, apesar de ainda ser comestível, terá perdido o seu "sabor, textura e aroma", confirma a nutricionista.

Vinagre

Alimentos que duram uma década (ou muito mais) na despensa

Faz sentido: se o vinagre é conhecido por preservar a comida, então é natural que dure muito — para sempre, aliás. O branco destaca-se porque nada nele se altera com o tempo. O vermelho ou balsâmico, por exemplo, podem perder a cor e sofrer alteração no sabor, ainda que sem riscos para a saúde.

Leite em pó

Alimentos que duram uma década (ou muito mais) na despensa

Os pacotes de leite em pó não têm água ou oxigénio, portanto duram muito tempo, mais especificamente dez anos, segundo o “Insider”. Excedido este tempo, não se estraga, mas perde os nutrientes e sabor.

Café instantâneo

Alimentos que duram uma década (ou muito mais) na despensa

Não é a mesma coisa que um expresso, nós sabemos, mas é uma ótima solução de recurso para ter na despensa. O café instantâneo foi criado para durar muito. A sua validade prolonga-se durante cerca de 20 anos.

Newsletter

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.