Portugal regista já 50.410 infetados e 1.722 mortos pelo novo coronavírus. São estes os novos dados avançados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) no boletim epidemiológico desta terça-feira, 28 de julho. Estes números representam um aumento de 111 infetados e mais três mortes do que as registadas ontem.

A Organização das Nações Unidas (ONU) referiu na manhã desta terça-feira, 28, que alguns municípios Portugueses responderam à COVID-19 com medidas consideradas inovadoras e que são recomendadas num conjunto de políticas para a resposta à pandemia em áreas urbanas, avança a TVI24.

Os municípios exemplares em causa são Braga, Famalicão, Porto, Lisboa e Sintra, que para amenizar os efeitos da pandemia lançaram “apoios para o pagamento de rendas”, permitiram o “adiamento de pagamentos de renda”, e ainda a “isenção parcial em tarifas de água, saneamento e resíduos urbanos”, tal como enumerado no capítulo de “Políticas e soluções inovadoras para proteção equitativa e recuperação da COVID-19 em configurações urbanas”, um documento apresentado pelas Nações Unidas esta terça-feira.

Foi ainda descoberto por cientistas um gene, o TLR7, cuja mutação pode deixar o corpo humano mais vulnerável à infeção pelo novo coronavírus. O estudo, publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA), tem como base o caso de dois irmãos infetados e foi possível verificar que um defeito no gene TLR7 impediu o corpo de produzir uma proteína que se afigura agora como “essencial para a proteção contra este coronavírus“, explica Cas van der Made, um dos responsáveis do estudo, ao "El Español".

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.