O guarda-costas que foi fotografado a conduzir o príncipe Harry e Meghan Markle num Range Rover quando saíram da casa de campo de Frogmore, Inglaterra, para se dirigirem a Londres é Pere Daobry, 51 anos, um homem queem 2016 quase matou a mulher por estrangulamento. E que foi condenado pelo crime.

O caso de violência doméstica extrema aconteceu em dezembro de 2015 e o homem acabou condenado em setembro de 2016 pelo tribunal de Colchester. Na origem das agressões esteve uma discussão entre Pere e a mulher, Sarah Jay, uma agente policial, que informou o marido de que já não o amava e queria separar-se.

Harry e Meghan despromovidos para a última linha do site da família real ao lado do príncipe envolvido em escândalos sexuais
Harry e Meghan despromovidos para a última linha do site da família real ao lado do príncipe envolvido em escândalos sexuais
Ver artigo

Pere, que tem 2,01 metros, e é ex-atleta de culturismo, reagiu muito mal e agrediu a mulher com uma estalada, deixando-lhe um olho negro, e apertou-lhe o pescoço, sufocando-a. De acordo com a sentença do tribunal, Sarah esteve "a segundos de morrer", como refere o "Daily Mail". Após as agressões, Pere Daobry acabou por ligar para o 112 e confessar o crime, e demonstrar arrependimento, o que levou a que o tribunal não o tivesse condenado a pena de prisão.

Pere estrangulou a mulher e acabou por ligar para o 112 a confessar o crime
Pere estrangulou a mulher e acabou por ligar para o 112 a confessar o crime

O tema ganha ainda mais repercussão porque Meghan Markle é conhecida pelo seu papel ativo na luta dos direitos das mulheres e da igualdade de género, tema recorrente no seu conhecido podcast. "Quando se vê a forma como Meghan fala sobre as questões das mulheres, é bastante surpreendente que um guarda-costas com esse tipo de antecedentes tenha sido contratado", revelou uma fonte próxima do segurança ao "Daily Mail". É, por isso, possível que a duquesa de Sussex não tenha tido, até agora, conhecimento da história familiar do guarda-costas. "A sua esposa, Sarah, passou um momento traumático com ele e tenho a certeza de que se Meghan e Harry soubessem de toda a história, não se sentiriam confortáveis em tê-lo como guarda-costas", continuou a mesma fonte. "Foi um choque tão grande quando vi a fotografia e reconheci Pere. Ele tratou a Sarah de forma terrível e ela teve de fugir por uma janela duas vezes para se afastar dele. Acho mesmo que Harry e Meghan não iriam querer alguém como ele a protegê-los".

Quarto do filho do príncipe Harry e de Meghan Markle pegou fogo. Um acaso salvou a vida do bebé
Quarto do filho do príncipe Harry e de Meghan Markle pegou fogo. Um acaso salvou a vida do bebé
Ver artigo

Quem não ficou nada satisfeito com a decisão do tribunal de condenar Pere, mas depois de não o obrigar a pena de prisão, foi a ex-mulher, Sarah, que, em 2016, deu uma entrevista em que lamentou que o antigo marido tivesse sido posto em liberdade. "Sofri muito nas mãos desse lunático, durante dois anos. Estou devastada por ele não estar atrás das grades. Ele merece estar. Ele quase que me matou". E contou o que se passou naquela noite. "Ele agarrou-me, e eu só me lembro de estar de costas para ele a lutar para respirar. Conseguia sentir a sua fúria. Ele tinha as suas mãos à volta do meu pescoço e estava a sufocar-me. Percebi que tinha de ficar quieta, não lutar, e respirar pelo nariz. Tentar fazer isso foi a última coisa de que me lembro". Depois desmaiou.

Depois deste episódio, Sarah Jay meteu baixa psiquiátrica na polícia e entrou numa fase de depressão e stresse pós-traumático. A situação agravou-se de tal forma que acabou mesmo por cometer suicídio.

"Espero, sinceramente, que os duques de Sussex sejam informados e sensibilizados para este homem seja imediatamente afastado do cargo de segurança. Até como forma de respeito pela família de Sarah", disse ao jornal fonte próxima da ex-mulher de Pere.

Pere Daobry foi recentemente fotografado a conduzir o Range Rover de Harry e Meghan mas no passado há imagens dele a acompanhar a duquesa numa viagem a Nova Iorque e já viajou com Harry numa viagem a Las Vegas.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.