Assim que Amber Heard evocou o nome de Kate Moss em tribunal, a equipa de defesa de Johnny Depp celebrou de forma vitoriosa. Afinal, a partir desse momento, a modelo, que manteve uma relação com o ator entre 1994 e 1998, podia finalmente integrar a lista de testemunhas do ex-namorado: e aceitou fazê-lo.

Esta terça-feira, 24 de maio, chegou a confirmação de que a modelo seria ouvida em tribunal, e, esta quarta-feira, 25, pelas 14h25, foi chamada a depor pela equipa de defesa do ator. Neste que é o 22º dia de julgamento, Kate Moss foi a primeira testemunha a prestar declarações em tribunal. 

Afinal, havia razões para celebrar. Kate Moss vai mesmo depor a favor de Johnny Depp
Afinal, havia razões para celebrar. Kate Moss vai mesmo depor a favor de Johnny Depp
Ver artigo

Através de uma videochamada, diretamente de Inglaterra, a modelo começou por confirmar que manteve uma "relação amorosa" com o ator e, de seguida, passou a explicar o incidente que levou o seu nome a ser mencionado por Amber Heard no tribunal de Fairfax, no estado da Virgínia, nos Estados Unidos: o alegado momento em que teria sido agredida por Johnny Depp e, posteriormente, empurrada de umas escadas no Golden Eye Resort, na Jamaica, quando ainda namorava com o ator.

O testemunho de Kate Moss foi breve, até porque Ben Chew, advogado do ator, foi direto ao assunto. Perguntou se, alguma vez, durante a relação que manteve com Depp, o ator a empurrou de algumas escadas e a resposta foi imediata. "Não. Ele nunca me empurrou, pontapeou ou atirou de nenhumas escadas", frisou.

"Estávamos a sair da divisão e o Johnny saiu antes de mim.Tinha havido uma tempestade e, assim que saí, escorreguei escadas abaixo e magoei as costas", esclareceu. "Gritei, porque não sabia o que tinha acontecido e estava com dores. Ele voltou a correr para me socorrer, levou-me para o quarto e prestou cuidados médicos."

À hora de publicação deste artigo, o julgamento ainda está a decorrer e não se sabe quais serão as próximas testemunhas a prestar declarações a favor de Johnny Depp. Isto porque ao evocar o nome da modelo, Amber Heard abriu espaço não só para que Moss pudesse ser chamada a depor, mas para que equipa de Depp também pudesse esmiuçar relações passadas da atriz.

Amber Heard terá sido detida em 2009, acusada de agredir Tasya van Ree, namorada da atriz à data, no aeroporto Seattle-Tacamo International, em Washington. No entanto, todas as acusações foram retiradas, com a fotógrafa a alegar que se tratou de um mal entendido e que os dois polícias interpretaram mal o seu testemunho e extrapolaram o incidente.

As alegações finais do caso estão agendadas para a próxima sexta-feira, 27 de maio, data em que cada lado terá duas horas para prestar as últimas declarações.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.