O Tribunal da Relação de Lisboa acaba de condenar esta terça-feira, 8 de setembro, António Joaquim a 25 anos de prisão — 24 pelo homicídio de Luis Grilo e um ano por profanação de cadáver. Anteriormente, o acusado tinha sido absolvido de todos os crimes no caso da morte do triatleta Luís Grilo, marido de Rosa Grilo.

A informação foi avançada pela TVI e confirmada pelo jornal "Observador" junto da equipa de defesa de Rosa Grilo, Tânia Reis e João de Sousa. Quanto à principal arguida no caso, Rosa Grilo, a condenação mantém-se, o que significa que Rosa vai cumprir a pena máxima de 25 anos.

Rosa Grilo pode mesmo sair em liberdade devido aos atrasos da Justiça
Rosa Grilo pode mesmo sair em liberdade devido aos atrasos da Justiça
Ver artigo

No inicio de agosto, foi anunciado que o Tribunal da Relação de Lisboa tem até 20 de setembro para decidir o recurso de Rosa Grilo e António Joaquim. A decisão acabou por chegar mais cedo, conforme revelado esta terça-feira, 8.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.