Identificando-se pelo nome Effie, esta mulher acusou o ator Armie Hammer de abusos sexuais que se prolongaram ao longo de quatro horas. A acusação, referente a uma agressão que terá acontecido em 2017, foi feita esta quinta-feira, 18 de março, através de uma conferência de imprensa dada pela mulher na companhia da sua advogada, Gloria Allred.

"A 24 de abril de 2017, o Armie Hammer abusou de mim violentamente ao longo de quatro horas em Los Angeles. Atirou, repetidas vezes, a minha cabeça contra uma parede, ferindo-me o rosto, e cometeu outros atos violentos sobre mim para os quais nunca dei consentimento. Pensei que ele me iria matar", denunciou a mulher de 24 anos.

Na mesma declaração, Effie revelou ainda que Hammer ter-lhe-á, alegadamente, ferido os pés para que não conseguisse escapar.

Canibalismo e traição. As acusações a Armie Hammer, a estrela de "Chama-me Pelo Teu Nome"
Canibalismo e traição. As acusações a Armie Hammer, a estrela de "Chama-me Pelo Teu Nome"
Ver artigo

"Fazendo uma retrospetiva, parece-me claro que ele usava táticas de manipulação para exercer todo e qualquer controlo sobre mim", continuou.

Depois da conferência de imprensa, Andrew Brettler, advogado do ator, negou as acusações através de um e-mail enviado à revista "Insider" e através do qual divulgou o nome completo de Effie.

"A troca de mensagens entre Effie e Hammer descredibiliza e refuta as suas alegações. A 18 de julho de 2020, [Effie] enviou mensagens de texto explícitas a Hammer dizendo-lhe aquilo que gostaria que ele lhe fizesse. Hammer respondeu, tornando claro que não queria manter aquele tipo de relação com ela", refere o advogado, citado pela mesma publicação.

Além disso, o advogado reforça que, desde o primeiro dia, Armie Hammer manteve a sua versão de que todas as interações com Effie "e com qualquer outro parceiro sexual, foram inteiramente consensuais".

Violação não é um crime público em Portugal. Perceba porque é importante que a lei mude
Violação não é um crime público em Portugal. Perceba porque é importante que a lei mude
Ver artigo

Gloria Allred, advogada de Effie, rejeita os argumentos da defesa do ator. "Desafio Armie Hammer a apresentar todas, e não apenas algumas, as comunicações que fez com Effie ao departamento da Polícia de Los Angeles e a responder a todas as suas questões em vez de falar pelos seus advogados".

O departamento da Polícia de Los Angeles, nos EUA, já confirmou a existência de uma investigação sobre Armie Hammer e as acusações de abuso sexual de que é alvo. A confirmação é dada depois de as acusações terem sido feitas no início do ano, pela mesma mulher, na sua página de Instagram.

Canibalismo e violência em troca de mensagens

Numa das conversas com a mulher, e que terão acontecido entre 2016 e 2020, o ator assume-se canibal numa série de mensagens explícitas que aqui transcrevemos e que podem ferir a suscetibilidade dos leitores mais sensíveis.

"Estou muito excitado. A pensar em agarrar no teu coração na minha mão e manuseá-lo enquanto ele ainda bate. Sou 100% canibal. Quero comer-te. É assustador admitir isto, porque nunca o fiz antes, mas já arranquei o coração de um animal vivo e comi-o enquanto ainda estava quente. A sensação do músculo do coração e o sabor a ferro do sangue, não conseguia parar", lê-se numa das mensagens.

"Era capaz de comer o teu coração se isso não significasse não te ter comigo depois disso", continua na mesma conversa.

Projeto de lei para o combate à violência doméstica em risco de cair
Projeto de lei para o combate à violência doméstica em risco de cair
Ver artigo

A divulgação das mensagens levou ao afastamento do ator do filme "Shotgun Wedding" em que iria contracenar com Jennifer Lopez.

"Não vou responder a estas acusações falsas, mas no seguimento de um ataque vil e maldoso contra mim, não posso agora, em boa consciência, deixar os meus filhos durante quatro meses para filmar na República Dominicana", lê-se no comunicado. A decisão foi prontamente comunicado aos estúdios do filme e terá recebido a aprovação unânime de todos os responsáveis e produtores executivos.

Dada a iminência das gravações de 'Shotgun Wedding', o Armie pediu para ser afastado do filme e nós apoiamos esta decisão", comunicou uma porta-voz da equipa de comunicação do filme à imprensa.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.