Relativamente distante da loucura dos abraços, mesmo em tempos pandémicos, que tomava conta do centro do palanque do Capitólio onde Joe Biden assumiu a presidência dos EUA, estava Bernie Sanders. Mantendo o distanciamento social dos vários presentes e sentado numa cadeira única de pernas e braços cruzados, Sanders aconchegava-se num parka bege e numas luvas, num momento em que as temperaturas de Washington só pediam mantas no colo e lareira acesa.

A imagem, captada pela emissão oficial do evento, tornou-se viral. "Pareces quentinho, Bernie", escreveu a cantora Dionne Warwick, partilhando a fotografia no Twitter e mencionando a conta oficial do ex-candidato à presidência do país.

O ator Bradley Whitford fez o mesmo, descrevendo um dos motivos pelo qual Bernie Sanders foi capaz de cativar uma grande fatia do eleitorado que, regra geral, manifestava descontentamento e até desinteresse pelo sistema político americano. "Uma das razões por que tantas pessoas adoram o Bernie Sanders é porque sabem que ele teria usado exatamente a mesma roupa caso tivesse ganho a presidência", lê-se na publicação original.

Em poucos minutos, a imagem de Sanders foi utilizada em memes que o punham em cenários hilariantes e inusitados — como no trono de ferro da série "A Guerra dos Tronos" ou na bancada de um estádio de futebol a ver um jogo.

A proporção da partilha em massa da imagem foi tal que, após o evento da tomada de posse de Joe Biden e Kamala Harris, o atual senador do estado do Vermont foi questionado sobre a roupa que levou para a cerimónia. "No Vermont, sabemos uma ou duas coisinhas sobre o frio e, por isso, não estamos muito preocupados em aparecer bem vestidos. Só nos queremos manter quentes", explicou em declarações à CBS News, citada pelo "The Washington Post".

Mais do que o parka bege, eram as luvas a estar no centro da discussão. Sabe-se agora que aquelas que Sanders usou foram feitas especificamente para ele e oferecidas por Jen Ellis, uma professora da segunda classe no estado de Vermont.

Sem nunca referir Trump, Joe Biden prometeu ser o presidente de todos os americanos
Sem nunca referir Trump, Joe Biden prometeu ser o presidente de todos os americanos
Ver artigo

"Há alguma discussão sobre se este tipo de luvas são melhores do que as luvas normais. Posiciono-me do lado de quem diz que sim, porque os dedos precisam de estar juntos para que as mãos fiquem quentes. Neste tipo de luvas, os dedos estão sempre juntos", começa por dizer ao mesmo jornal.

Além de ser professora, Ellis começou há vários anos a criar, juntamente com o marido, estas luvas como uma espécie de passatempo pós-laboral, fazendo uso de camisolas de malha já gastas e combinando as malhas para criar vários modelos. Depois de organizados os padrões, conta, a etapa seguinte passa por juntar todas as malhas com velo composto apenas por plástico reciclado. A tarefa parece complicada, mas a professora garante que a experiência de vários anos já lhe permite criar um par de luvas em apenas uma hora.

"Na noite em que as fiz, só pensava: 'Será que isto é de loucos? Nem conheço o tipo'"

Agora que é mãe de várias crianças, Ellis diz que o tempo para a produção das luvas tem ficado para segundo plano. Mas isso não a impediu de querer oferecer um par a Bernie Sanders, embora nunca o tenha conhecido, por se identificar com a sua ideologia política.

"Como professora de uma escola pública, identifico-me com muitas das coisas que ele diz, especialmente no que toca ao perdão da dívida escolar e ao direito de todos os americanos a uma educação gratuita. Aquilo que ele diz faz sentido para muita gente", diz.

Por isso, decidiu oferecer-lhe um par de luvas em jeito de agradecimento. "Na noite em que as fiz, só pensava: 'Será que isto é de loucos? Nem conheço o tipo.' Mas queria tanto fazê-las para ele e assim foi", recorda. Estávamos em 2016.

No final de 2019, durante a sua campanha como candidato presidencial apoiado pelo partido democrata, Bernie Sanders foi fotografado a ceder as mesmas luvas a Alexandria Cutler, uma das responsáveis pela unidade médica da Universidade de Pittsburgh.

O adeus a Donald Trump. 13 momentos que marcaram quatro anos de sobressalto
O adeus a Donald Trump. 13 momentos que marcaram quatro anos de sobressalto
Ver artigo

Já nesse momento, a fotografia tornou-se viral. Quando a professora se apercebeu do que tinha acontecido, produziu mais dez pares e enviou-as à campanha do candidato. "Achei o gesto dele [de ceder as suas luvas] muito tocante porque este tipo de luvas são objetos muito pessoais", recorda.

Um ano depois, a história repete-se quando Bernie Sanders é filmado a usá-las durante a tomada de posse do 46.º presidente dos EUA. "Estou muito honrada pelo facto de ele as ter usado hoje. Só o facto de ele as continuar a usar é maravilhoso. Na cerimónia via-se pessoas a usar roupas de designers internacionalmente famosos e, de repente, aparece Bernie a usar as minhas luvas", diz.

E conclui: "Quando fazes produtos, quando crias coisas destas — seja arte ou roupa — nunca se sabe exatamente para onde é que elas vão parar. O facto de estas luvas terem sido criadas com uma máquina de costura que a minha mãe me ofereceu quando eu tinha apenas 12 anos, com lã que outras pessoas iam deitando fora, e que depois acabaram a fazer parte de uma das cerimónias de tomada de posse mais históricas... deixa-me sem palavras."

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.