Depois de ter lutado e conseguido vencer um cancro da mama, Sundee Rutter morreu esta segunda-feira, 16 de março, devido ao novo coronavírus. A mulher de 42 anos começou a sentir-se mal no início de março, enquanto recuperava da sua cirurgia. Apesar de achar que podia estar infetada com COVID-19, o médico disse-lhe que não.

Esta situação foi explicada por Jessica Harris, uma das melhores amigas de Rutter, ao “The Sun”. Segundo Harris, o médico disse que a mãe de seis filhos não estava infetada, no entanto, Sundee Rutter decidiu isolar-se em quarentena preventiva durante quatro dias. Não lhe foi permitido estar mais tempo em casa uma vez que teve de ir ao hospital por estar com dificuldade respiratórias.

COVID-19. Morreu o paramédico italiano que andou a ajudar várias pessoas infetadas
COVID-19. Morreu o paramédico italiano que andou a ajudar várias pessoas infetadas
Ver artigo

Sundee Rutter foi internada num hospital a 7 de março e passados nove dias morreu deixando seis filhos para trás.

Esta quarta-feira, 18 de março, foi criada uma página para ajudar a família. “Estou a organizar uma angariação de fundos para a família Ross-Rutter”, começa por explicar Carrie Frederickson na página criada para o efeito. “Devido a todos os tratamentos para o cancro, Sundee não tinha um sistema imunitário forte. Infelizmente, e tragicamente, ela contraiu o vírus que tem estado nas bocas do mundo”.

Também uma das filhas quis deixar a sua mensagem nesta página.  “Para aqueles que conhecem ou que cruzaram caminhos com a minha mãe, Sundee, ficou claro imediatamente para vós o quão genuína, altruísta, corajosa, trabalhadora e atenciosa esta mulher é”.

A meta da angariação de fundos está nos 250 mil dólares, sendo que já foram arrecadados mais de 130 mil.

Sundee Rutter deixa seis filhos com 24, 21, 20, 15, 14 e 13 anos, depois de o pai das crianças ter morrido também há alguns anos.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.